Já falamos aqui no Boletim Econômico alguns sinais de que a economia está melhorando. Porém, o outro lado também existe, pois essa ciência está longe de ser exata e prevista, por isso existem os dois lados.

Dessa forma, vamos mostrar os dois lados da moeda. Por isso, iremos listar 10 sinais de que a economia está indo mal. 

Clique no botão abaixo para ver os 10 sinais de que a economia está indo bem!

1. Os consumidores começam a perder a confiança

Antes de mais nada, o primeiro dos 10 sinais é o consumo das famílias, um dos pilares para um bom funcionamento da economia, podendo ser até mesmo o principal. Com isso, o fato do consumo cair indica que a economia está retrocedendo.

Geralmente o consumo cai quando as pessoas não tem muita confiança no futuro econômico de um país. Nessa perspectiva, vamos pegar de exemplo o Brasil. 

Na última grande crise do país, na segunda metade da década, a inflação e as taxas de juros bateram 2 dígitos. Todos esses fatores fazem com que as pessoas fiquem receosas, não utilizem de empréstimo para consumir por medo, por exemplo.

Assim, o principal motor da economia fica lento, travando todos os outros fatores, que desencadeia uma série de problemas econômicos.

poor john travolta GIF sinais

2. As taxas de juros ficam se comportando estranhamente

Um dos sinais de que a economia está indo mal são os comportamentos estranhos da taxa de juros. Por exemplo, a lógica por trás de um investimento em renda fixa é que, quanto mais tempo o capital ficar “travado”, maior deveria ser seu rendimento.

Porém, nos Estados Unidos, o investimento em Título Público está invertido. Dessa maneira, os investimentos a longo prazo estão rendendo menos que os de curto prazo. Isso mostra que os investidores não estão muito confiantes em relação ao futuro.

3. Fábricas ficam mais silenciosas

Esse sinal também está muito atrelado ao consumo. Assim, seguindo a lei da oferta e demanda, quanto menos as pessoas compram, mais as empresas tendem a diminuir a produção.

Dessa forma, as fábricas começam a trabalhar de maneira ociosa, ou seja, sua capacidade de produção não é totalmente utilizada, por isso, elas ficam um pouco mais “silenciosas”, com menos máquinas trabalhando.

factory GIF

4. Taxa de desemprego dispara

Como uma reação em cadeia, o fato das fábricas pararem de funcionar a todo vapor gera um dos piores índices econômicos, a alta do desemprego. Do mesmo modo, outros setores também sentem a falta do consumo, como por exemplo, a construção civil.

Dessa forma, é gerado um ciclo vicioso. As pessoas consomem menos, as empresas produzem menos, demitem funcionários, que não terão renda para consumir. Por isso, o desemprego é um sinal, e dos fortes, para um recesso econômico.

Isso afeta a Função da Demanda Agregada. Para relembrá-la, clique aqui.

5. Os trabalhadores temporários tem menos oportunidades

Quando a economia está em uma crescente, os trabalhadores temporários são muito utilizados pelas empresas. Isso se dá pelo fato das empresas de produtos e serviços não consigam acompanhar a demanda de consumo apenas com seus trabalhadores fixos.

A recíproca é verdadeira. Quando a economia está em um recessão, os temporários são os primeiros a serem deixados de lado pelas empresas, ficando com pouquíssimas oportunidades no mercado de trabalho.

6. Quando as ações estão em uma sequência de queda

O mercado financeiro, principalmente de renda variável, não é um bom indicador sobre uma recessão econômica. Isso se dá pelo fato de ser um mercado muito volátil, as quedas podem vir acompanhadas de um pico de ação e vice-versa.

Por outro lado, o problema existe quando essas quedas entram em uma sequência. Assim, elas acabam “puxando o freio de mão”, deixando de investir e de contratar pessoas, por isso, essas quedas são um sinal de recessão.

Resultado de imagem para bolsa de valores ibovespa sinais

7. As vendas de carros novos mudam para uma marcha mais baixa

É claro que o setor automobilístico não iria escapar dessa. Primeiramente, o automóvel não é um produto em que a maioria das pessoas compram sem planejamento. Comprar um carro, na maioria das vezes, é preciso fazer um financiamento.

Dessa forma, quando a economia está em recessão, a população não tem muita confiança para contrair uma dívida, principalmente para comprar um produto apenas. Por isso, a baixa do mercado automobilístico é um dos sinais de recessão econômica.

8. Taxa de dívida no cartão de crédito e pagamentos em atraso aumentam

A população utiliza muito o cartão de crédito e, algumas pessoas por vários motivos, se tornam inadimplentes, ou seja, não pagam as dívidas de créditos e empréstimos com o banco.

A maior crise econômica desde 1929 foi causada por inadimplências. Para ler mais sobre a crise de 2008, clique aqui.

Do mesmo modo, quando várias pessoas ficam sem renda por conta do desemprego, essa inadimplência tende a aumentar, sendo totalmente prejudicial para os bancos. Afim de diminuir o prejuízo, o banco aumenta a taxa de juros dessa dívida, tornando-a mais cara.

9. Setor imobiliário e construção civil reduz o ritmo

O sinal mais nítido de uma recessão econômica é a diminuição de produção de vários setores. Do mesmo modo que o setor automobilístico, a compra de uma casa é totalmente planejada e, na maioria das vezes, é feita com empréstimos bancários.

Como já foi explicado acima, a falta de confiança da população faz com que o consumo por esse produto diminua drasticamente, Assim, sua produção também acompanha esse declínio.

property brothers GIF

10. Inflação esquenta 

Por último, temos a nossa querida inflação, um dos mais sérios dos 10 sinais. Antes de mais nada, é importante ressaltar que ter inflação é um bom sinal econômico, pois isso demonstra que as pessoas estão consumindo. Desde que ela seja controlada.

Se quiser saber mais sobre esse assunto, clique no botão abaixo!

O grande problema está quando essa taxa aumenta de maneira exarcebada. Dessa forma, o Banco Central, para controlar a inflação, geralmente aumenta a taxa de juros básico.

Assim, as empresas se sentem desestimuladas a utilizarem de empréstimos, a investir em novos equipamentos e em mão-de-obra. Por isso a alta inflação é um dos sinais de baixa economia.

E você? O que achou do artigo? Deixe nos comentários a sua opinião para a gente!