Nos últimos anos o ativismo vegano tem ganhado muita força no Brasil e no Mundo. Como resultado disso, seu mercado cresce de maneira proporcional.

E sim, existem restaurantes e até açougues  que estão surgindo nas grandes cidades do Brasil em decorrência disso.

O veganismo ganhou esse nome em 1944 dado pelo britânico Donald Watson. Antes de mais nada, vamos diferencia-lo do vegetarianismo.Os veganos seguem um estilo de vida sem uso de nada de origem animal. Juntamente com isso, a dieta vegana está incluída.

Por outro lado, o vegetarianismo já está ligado a dieta que não consome carne, porém, consome derivados como ovo e leite.

Sobretudo, essa parte da sociedade era alvo de preconceitos alguns anos atrás. Porém, o movimento vegano já tem milhões de adeptos e merece uma atenção de mercado, já que, é muito difícil se alimentar de maneira vegana fora de casa.

schitts creek applause GIF by CBC vegano

O mercado vegano na alimentação

Em vista disso, o mercado de restaurantes veganos cresceu muito nas grandes cidades. Consequentemente hoje em dia é muito fácil comer de maneira vegana nos restaurantes, seja em especializados ou não.

Porém, não só de restaurante vivem as pessoas e o mercado começou a se projetar para alimentos fáceis para se fazer em casa. Pois é, cozinhar em casa é essencial para o vegano e isso pode ser um pouco cansativo.

Dessa maneira, começaram a surgir as carnes veganas idênticas a carne animal, máquina de fazer leite vegetal e até ovo vegano!!

A maioria desses produtos são apresentados no portal Vista-se. Ele é o maior portal de veganismo da América Latina e sempre mostra essas novidades, notícias desse mundo e várias dicas.

Muitas empresas brasileiras começaram a investir nesse mercado, e elas não são necessariamente veganas. Por exemplo, a máquina de fazer leite vegetal é da Polishop, uma grande empresa brasileira não-vegana.

Juntamente com isso, as empresas totalmente veganas também estão crescendo no país, seja no ramo alimentício ou no de cosméticos.

Recentemente, uma empresa chamada Beyond Meat abriu sociedade na bolsa de valores americanas, e já está valendo alguns Bilhões de Dólares.

oh my god omg GIF by VH1

A carne do futuro

Como foi dito anteriormente, algumas empresas estão produzindo carnes totalmente veganas idênticas a carne animal. Ela é feita com proteína de ervilha, beterraba e com alguma mágica ela tem cheiro, sabor e textura de carne animal.

Definitivamente, esse produto pode ser a motivação para várias pessoas se tornarem veganas. E é nisso que o mercado está apostando.

A Beyond Meat é uma produtora desse tipo de alimento. Ela cresceu de tal maneira que ela é considerada uma empresa “Unicórnio”.

Mas o que é isso??

Essa é uma nomenclatura dada para empresas start-ups que passam a valer na marca do bilhão. É chamado assim pois não é todo dia que a gente vê uma por aí.

Nessa perspectiva, podemos enxergar a grandiosidade desse feito e como esse produto é inovador.

Mas, nem tudo são flores. Muitas pessoas adeptas ao veganismo não concordam com esse tipo de produto no mercado. Porque para eles, só de remeter ao gosto e textura de carne animal já é bastante prejudicial.

Por outro lado, as empresas estão bem empolgadas com esse produto. Fast Foods como Subway e McDonald’s já fecharam parceria com a Beyond Meat. Portanto, até uma das maiores empresas do mundo já comprou essa ideia.

Infelizmente, esse produto ainda não chegou no Brasil, vamos torcer para que isso aconteça logo!!

Um futuro promissor do veganismo

Temos que ter em mente que esse é só o início de um novo mercado. O número de veganos e vegetarianos aumentam de maneira exponencial no mundo.

Dessa forma, provavelmente irá ocorrer mais investimentos nessa área e iremos ver mais empresas “unicórnios”.

Assim, os veganos que há alguns anos atrás tinham que “pinçar” seus produtos, Já hoje eles são os alvos das maiorias das empresas do mundo, que sonham em ter um selo vegano nos seus produtos.

E você, tem interesse em experimentar esses novos produtos veganos? Deixe aqui nos comentários o que você acha dessa nova linha de mercado.

Não esquece de mandar esse post para seu amigo(a) vegano(a).

Veja também

Fiat-Peugeot: o casamento entre gigantes

Novo governo na Argentina: o que acontece agora?

Quais são os principais agentes econômicos?