Você sabia que a pandemia já custou 700 bilhões de reais para o Brasil?

De antemão, o Coronavírus não foi só uma “gripezinha”. Conseguiu fazer um estrago enorme, ao contrário da gripe comum.  Nesse sentido, os efeitos econômicos e sociais foram devastadores nas finanças públicas, pois um grande volume de dinheiro foi usado para combater a pandemia.

Hoje vamos falar como o Brasil gastou todo esse dinheiro e quais são as projeções para o futuro econômico do país.

pandemia

Orçamento de guerra

Devido a quantidade de recursos que foram utilizados para a tentativa de combate à pandemia, os cofres públicos do governo foram abertos. Logo, essa medida foi batizada de “orçamento de guerra”. Em resumo, a pandemia custará para o Brasil 700 bilhões de reais, o equivalente a quase 10% do PIB.

A princípio, o orçamento de guerra é um regime fiscal, financeiro e de contratações com caráter extraordinário, a ser aplicado em situação de calamidade pública.

Com data de início e fim, durante a qual as despesas contraídas para combater a crise são separadas do restante do orçamento público.  Isso agiliza as ações de combate contra a pandemia do Coronavírus. O governo vai poder gastar mais recursos públicos durante a  calamidade, que vai até 31 de dezembro de 2020.

Leia também: Como será o mundo dos negócios pós-pandemia

De onde vem o dinheiro e para onde vai?

A área de economia do governo resolveu agir para reduzir os danos da pandemia. 700 bilhões de reais são de antecipações de recursos, liberação de linhas de crédito, aumento de gastos públicos, liberação de compulsório, entre outros.

Nesse meio tempo, esse dinheiro será usado para a renda básica dos trabalhadores autônomos, Bolsa Família e as antecipações do décimo terceiro salário para aposentados e pensionistas. Além de ajudar estados e municípios a desafogarem.

Pay Day Money GIF by MOST EXPENSIVEST

Impacto da pandemia

Enfim, a pandemia do Coronavírus pode provocar duas crises no Brasil: uma na saúde e outra na economia. Segundo o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Facundo, para recuperar essa arrecadação, o Brasil deve voltar a crescer.

Isto é, fazer ajuste fiscal gradual e racionalização do gasto público, além das reformas. Em outras palavras, sugere que a agenda de reformas estruturais deve ser retomada no Congresso Nacional para resolver esse problema e fazer o Brasil crescer.

Leia também: Renda extra: 5 formas de ganhar dinheiro em casa

Como outros países lidam com a pandemia

No meio da pandemia do Coronavírus, cada país do mundo está reagindo com uma estratégia diferente.

Assim como na Itália o poder público já ampliou os recursos repassados à saúde, atrasou ou suspendeu o recolhimento de impostos e prometeu apoio a empresas mais afetadas.

Em contrapartida, a Austrália disponibilizou mais de  11 bilhões de dólares. O dinheiro será destinado a subsídios a empresas e transferências a pessoas de baixa renda, com o objetivo de proteger empregos e a população mais pobre. Assim também, a autoridade monetária cortou juros para tentar manter a economia aquecida.

Igualmente, os Estados Unidos cortou a taxa de juros em um ponto percentual, indo da faixa de 1% a 1,25% para 0% a 0,25%. Assim também, banco central americano decidiu injetar 700 bilhões de dólares  na economia por meio da compra de títulos.

📚💸 O Boletim Econômico é uma iniciativa de estudantes para estudantes. Se gostou do post, compartilhe com seus amigos e familiares.