A Amazon é, hoje, uma das maiores empresas do mundo. Nos últimos anos, a multinacional de tecnologia alcançou números notáveis e impressionantes.

Com isso, a expansão da marca se tornou algo comum, não apenas nos Estados Unidos, mas também em outros países. E o Brasil não ficou de fora.

Desse modo, a empresa comunicou que expandiria seus negócios no país.

Quer saber mais sobre? Continue lendo nosso texto de hoje!

Novos centros da Amazon no Brasil?

As cidades de Betim (MG), Santa Maria (DF) e Nova Santa Rita (RS) ganharam novos centros de distribuição da Amazon, a gigante do e-commerce. Com isso, a empresa norte-americana passará a contar com 8 centros logísticos espalhados pelo Brasil.

Segundo o anúncio, feito na segunda-feira (09), este movimento representa a maior expansão logística da empresa no Brasil, desde que chegou ao país, em 2012.

Desta forma, os espaços que estavam em fase de testes, já estão em pleno funcionamento. Os centros possuem uma estrutura conjunta de cerca de 75 mil metros quadrados, havendo possibilidade de expansão, caso necessário.

Possíveis benefícios?

Como resultado do investimento, a Amazon pretende ampliar o atendimento dos serviços de assinatura prime. Assim, irá cobrir cerca de 500 novas cidades com entregas ainda mais rápidas, em até dois dias e frete grátis.

Amazon Brasil

Consequentemente, espera-se também, a criação de mais de 1.500 novos postos de trabalhos, entre vagas diretas e indiretas.

Além disso, com as novas instalações, os Estados também serão beneficiados com mais arrecadações do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Esse tipo de investimento, realizado pela Amazon, é um Investimento Direto Externo. Falamos mais dele nesse post.

E-commerce em alta?

O investimento da multinacional confirma a alta do comércio eletrônico no país, acentuado pela pandemia de Covid-19. Somente nos três primeiros trimestres de 2020, as vendas já ultrapassam todo o montante de 2019.

Segundo relatório Ebit Nielsen, o primeiro semestre de 2020 resultou crescimento de 47% das vendas feitas pela internet. Assim, totalizando cerca de 90,8 milhões de pedidos.

Para a Amazon, no geral, as notícias são boas. Embora na União Europeia a empresa esteja sendo processada, a Amazon no Brasil espera negócios promissores.

Ainda mais, é esperado que estes números sejam ampliados, com a chegada da Black Friday, ao final deste mês, e o Natal.

?? O Boletim Econômico é uma iniciativa de estudantes para estudantes. Por isso, se gostou do post, compartilhe com seus amigos e deixe-nos saber!