Por que o preço do gás está tão alto no Brasil?

Desde o início da pandemia, muito se fala sobre o aumento dos preços, e um dos setores que foi altamente impactado, é o preço do gás de cozinha.

O GLP (gás liquefeito de petróleo) teve recentemente, dia 11/06, o décimo quarto aumento consecutivo, subindo 5,9%.

Hoje o BE vai te explicar sobre os motivos de tantos aumentos, e as consequências disso. Então, se você quer entender mais sobre esses impactos, vem comigo!

Olha o gás | Undertale Brasil Amino

A ESCALADA DO PREÇO DO GÁS DE COZINHA

Ainda nesse mês de junho, anunciado no dia 11/06 pela Petrobras, o GLP teve outro aumento consecutivo, subindo 5,9% nas distribuidoras, o que consiste em um aumento de R$ 0,19 por kg.

A questão é que esse não foi o primeiro aumento no ano, mesmo durante a crise econômica por causa da pandemia.

Dessa forma, logo no início do ano, em janeiro, foi anunciado um aumento de 6% no preço do gás, em fevereiro 5,1%, em março o preço nas distribuidoras subiu para R$ 3,05 por kg (15 centavos mais caro), e em abril mais 5%.

gas

Por outro lado, vale ressaltar, que mesmo que alguns aumentos sejam feitos diretamente as refinarias, a tendência é que seja repassado para as distribuidoras e por fim, chegue ao consumidor final, o qual acaba sofrendo com as variações.

Todavia, há um tempo atrás, os ajustes nos preços eram feitos de 3 em 3 meses, de acordo com a média da cotação da Petrobras dos últimos 12 meses.

Entretanto, desde 2019, a petroleira consegue realizar os ajustes sem período específico, somente analisando as variações do mercado, assim como é feito com a gasolina. Mas se você está se perguntando quais variações entram nessa análise, continua comigo que vou te explicar tudo.

QUAIS OS MOTIVOS DESSES AUMENTOS?

Mercado internacional

Feito a partir do petróleo, o gás de cozinha, tem seu preço baseado no preço da sua commodity no mercado internacional.

Por isso, com a nova regra da Petrobras em realizar o aumento do preço do gás a partir da variação do mercado, a volatilidade desses preços aumentou, visto que dependem dessas cotações.

Por que o Real foi uma das moedas que mais teve desvalorização?

No ínicio da pandemia, por causa das medidas de isolamento, esses preços tiveram uma queda, mas conforme as economias se reestabeleceram, a demanda aumentou e os preços do petróleo também.

Por exemplo, no dia 11/06, o preço do barril de petróleo atingiu US$ 70, nível que não era visto desde maio de 2019.

Desvalorização cambial

O preço do dólar, aumentou disparadamente durante a pandemia, um dos motivos, pela alta demanda da moeda por investidores que a consideram segura em períodos de crise.

Hustling Pay Day GIF

Dessa forma, como no mercado internacional o barril de petróleo é cotado em dólares, o preço dos gás tende a aumentar.

É importante lembrar, que no Brasil, temos um regime de câmbio flutuante, o que significa que a variação do dólar depende só do mercado.

Por isso, em casos de importação, para nós no Brasil, passamos por uma desvalorização cambial, e isso encarece a matéria-prima do gás.

Composição dos preços

Principalmente para o consumidor final, o aumento do preço do gás, está diretamente ligado a composição dos preços.

Portanto, como vimos anteriormente, a Petrobrás se baseia no mercado internacional e na cotação do dólar.

Após isso, passa por reajustes, que impacta as refinarias e o ciclo do gás até chegar no consumidor final, como na imagem abaixo:

coronavírus na cadeia de óleo e gás---ILOS-Insights
Cadeia de Óleo e Gás. Análise: ILOS.

Em outras palavras, quando o aumento do preço do gás chega nas refinarias, a tendência é de ser repassada as distribuidoras, somado a implicação de impostos federais, como Cide, PIS e Cofins.

Depois quando chega nas distribuidoras é adicionado o ICMS, que é um imposto estadual e varia de acordo com a região.

Além disso, tem os custos de envase e as margens de lucros aplicadas pelas distribuidoras e revendedores. Nesse sentido, os preços no varejo para o consumidor final, tendem a ser muito maiores, impactando a economia familiar como veremos a seguir.

OS IMPACTOS DO PREÇO DO GÁS NA ECONOMIA

O aumento das contas essenciais impacta toda população brasileira, afinal, esses serviços são os que proporcionam o básico para cada família.

Nesse caso, afeta principalmente as famílias mais pobres, que necessitam fazer escolhas e priorizar as contas dentro do orçamento.

Entre essas contas, pesquisas como ‘O Bolso dos Brasileiros’ da Serasa, apontam que são prioritárias no bolso das famílias, energia, água e gás.

Por fim, outro ponto de atenção com o aumento do preço do gás, é que essas famílias encontram mais dificuldades para o consumo de comida, o que aumenta os níveis de insegurança alimentar no Brasil. Se quiser saber mais sobre a fome no nosso país, clique no botão abaixo:

E aí, qual sua opinião sobre aumentos consecutivos no preço do gás durante a pandemia? Comenta aqui embaixo e compartilhe com os amigos! 🙂

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

O que importam os 10 países mais ricos do mundo?

Próximo

Madero perto da falência, o que está acontecendo?