RETROSPECTIVA DA ECONOMIA BRASILEIRA EM 2020

É meus amigos, o ano de 2020 está acabando, e que ano louco. Porém, você lembra de tudo que aconteceu na economia brasileira nesse ano? Vamos te relembrar tudo com uma retrospectiva.

Então, vem comigo que eu te mostro.

Setores analisados

Antes de mais nada, o texto irá analisar o ano em 3 diferentes segmentos da economia: PIB, Taxa Selic e Bolsa de Valores. Dessa maneira, o texto vai mostrar qual era a expectativa econômica para o ano e o que ela se tornou.

Lembrando que o Brasil e o Mundo se surpreendeu com uma pandemia e que isso fez com que tudo virasse do avesso na parte econômica. Vamos começar?

PIB

Antes de falar do ano de 2020 em si, vamos recapitular uns anos atrás do Brasil. Assim, antes do coronavírus, o Brasil já estava em crise e o PIB em 2019 cresceu apenas 1,1%. Dessa forma, o Banco Central previu que esse ano o PIB iria crescer 2,2%.

Porém, com a chegada da pandemia no mundo, esse valor está irreal para muitos países. Já no primeiro trimestre, o PIB brasileiro teve uma queda de 1,5%. Era o início da pandemia aqui.

Mas, as vezes quando estamos em uma situação ruim, pode tudo piorar. O segundo trimestre já foi marcado por Lockdowns e o início do Auxílio Emergencial do governo. Assim, o PIB caiu 9,7% em relação ao trimestre anterior, que já era de queda.

Depois desse trimestre horrível, o Brasil começou a engatinhar na economia, abrindo comércio, entre outros. Dessa maneira, seu PIB cresceu 7,7% em relação ao trimestre passado.

A relação do PIB desse último semestre, só iremos saber no ano que vem ainda. Porém, há uma estimativa da economia ter rodado muito nesse fim de ano, por causa das festas.

Por último, o Banco Central estima que, no geral, o PIB do Brasil é uma queda de 4,4% em relação ao ano passado. Ou seja, começamos com uma previsão de subida de 2,2% e vamos acabar com uma queda de 4,4%.

• Veja também: Dívida Pública bate 90% do PIB, o que isso significa?

Taxa Selic

A taxa Selic, ou a Taxa básica de juros começou o ano em 4,5% ao ano. Os economistas já previam cortes na taxa durante o ano, mas de novo, ninguém contava com uma pandemia. Assim, a taxa Selic chegou em 2% ao ano.

Mas, porque disso?

Com a taxa Selic baixa, é mais barato fazer empréstimos no banco. Com isso, empresas e pessoas físicas pegam mais dinheiro emprestado, fazendo com que a economia gire mais. Para se ter uma ideia, o setor imobiliário se beneficiou muito assim.

bugs bunny money GIF by Looney Tunes retrospectiva

Assim, a Selic em fevereiro foi de 4,5% para 4,25%. Esse foi um corte não tão influenciado pela pandemia e mais como estratégia econômica. No final de março (início da pandemia no Brasil) essa taxa já estava em 3,75%.

A partir daí, foi só ladeia abaixo.

No final de junho, a taxa já estava em 2,25% ao ano e, em Agosto, chegou nos 2% ao ano, que é a taxa em que estamos hoje.

Bolsa de valores

Antes de mais nada, a Bolsa de Valores estava indo muito bem em 2019. Ela tinha batido recordes de pontos, como de ter chegado em 100 mil pela primeira vez. Isso se dá pela contenção de gastos feitas pela reforma da previdência, entre outros fatores.

Ou seja, como as outras projeções, o otimismo era a palavra da Bolsa de Valores para esse ano de 2020.

Porém, em janeiro a pandemia começou a rolar no mundo e, como já sabemos, isso começa a influenciar na bolsa de imediato. Em janeiro, o Ibovespa (IBOV) amargou uma queda de 1,63%.

Porém, a pior queda, no ano, foi em março, em que o índice teve uma queda de 29,9%. Muito, muito alto. No decorrer do ano, o índice foi tendo quedas e subidas e chegou em novembro com um acumulado de -5,84%.

Ainda não dá para saber o índice de dezembro.

ring of honor market GIF retrospectiva

Chega logo 2021…

Esse ano foi muito difícil para todo mundo. Ter que ficar em casa, com medo de um vírus, sem saber se teria emprego no outro dia. Assim, a frase mais ouvida por mim e pelos meus colegas é: chega logo 2021.

Na economia, não é muito diferente. Paulo Guedes, Ministro da Economia, fala de uma retomada em V da economia já nesse ano. O Bacen prevê um aumento no PIB de 3,46%.

A gente viu esse ano que previsão não quer dizer que vai acontecer, mas, tomara que tenhamos um ano de 2021 melhor que esse.

Happy New Year Celebration GIF by GIPHY Studios Originals

Gostou do texto? Não esqueça de compartilhar com seus amigos.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Robôs deveriam pagar impostos?

Próximo

Resultados da economia mundial em 2020