Como a Black Friday movimenta a economia?

Por mais que algumas pessoas não acreditem, a Black Friday movimenta a economia, mas você sabe como e por quê?

Embora esteja hoje associado ao maior dia de compras dos Estados Unidos, o termo Black Friday se referia originalmente a eventos muito diferentes.

Em vista disso, todo ano a população aguarda o mês de novembro para realizar compras por um preço mais acessível.

Mas sera que as empresas lucram? A economia movimenta?

Continue lendo para saber mais!

Black friday GIF - Find on GIFER

Origem do termo Black Friday

Inicialmente, ressalta-se que o termo teve sua origem nos Estados Unidos e que existem diversas teorias para explica-lo.

Nos EUA, o evento acontece tradicionalmente depois do feriado de Ação de Graças, com filas a perder de vista.

Sendo assim, para essa teoria, o objetivo é garimpar produtos com descontos que podem chegar a até 90% do preço original.

Todavia, há teorias que indicam que a expressão surgiu no final do século 19, em referência a um colapso da “corrida do ouro” na Bolsa de Valores norte-americana.

Ainda mais, entendem que a palavra “negra” é erroneamente utilizada na história para descrever algum evento tido como negativo.

Mas, apesar das teorias, o que se sabe é que, em relação ao período de compras, o termo ganhou popularidade nos Estados Unidos durante a década de 1990, sobretudo com o surgimento do e-commerce.

A Black Friday movimenta a economia?

No dia 27 de novembro realizou-se a edição de 2020 da Black Friday, um dos principais eventos no calendário do varejo físico e do comércio eletrônico do Brasil. 

Com o cenário atual, as compras e vendas online ganharam espaço na vida dos brasileiros. Dessa forma, o mercado e-commerce passou a ser ainda mais lucrativo.

Com isso, o faturamento da Black Friday 2020 foi maior do que no ano passado, quando bateu recorde nas vendas online.

Clique aqui para saber mais sobre a Black Friday dos investimentos.

Sendo assim, na manhã do dia 27/11, o faturamento de vendas e-commerce chegou a atingir o valor de mais de 2 bilhões de reais.

Valores da Black Friday

Deste modo, a partir do levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie, a região que mais consome durante a Black Friday é a Sudeste, com R$ 1,1 bilhão. Seguida pela Nordeste, com R$ 395,1 milhões e, em terceiro lugar, o Sul, com R$ 289,3 milhões. 

Para mais, em 2019, a campanha também trouxe resultados positivos para as lojas online.

De acordo com a ABComm, entre a quinta e a segunda-feira pós-Black Friday, o e-commerce cresceu 18% em relação ao mesmo período de 2018, chegando a R$ 3,45 bilhões em faturamento.

Além disso, segundo pesquisa da Ebit/Nielsen, o varejo online faturou em 2019 R$ 3,2 bilhões entre quinta e sexta, representando um aumento de 23,6% em relação ao ano anterior.

Sendo assim, entende-se que um dos principais impactos da Black Friday foi a antecipação de parte das compras do Natal. 

Por mais que alguns defendam que a campanha não gera novas vendas, só as antecipam, a realidade tem demonstrado que a data tem sim gerado valor para as empresas que aprenderam a se planejar para os dois períodos de pico de vendas, com estratégias complementares.

Black Friday | Friday gif, Black friday, Happy friday gif

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos e familiares.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Conheça o RCEP: o novo e maior bloco comercial do mundo

Próximo

Mercado de games: entenda um dos mercados mais lucrativos

Postagens relacionadas
Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele e concorda com a Política de Privacidade e os Termos de uso.
Total
0
Share