As eleições dos Estados Unidos que acontece de 4 em 4 anos, não se trata apenas de um assunto nacional, mas de interesse global

A posição da presidência nos EUA é um dos cargos mais importantes do mundo. Além do mais, tenho certeza que você já ficou confuso sobre como esse processo acontece.

Então, para descomplicar, continue lendo!

The US Election 2020 explained - CNNPolitics Eleições dos Estados Unidos

Visão Geral:

Primeiramente, é importante dizer que o voto nas eleições nos EUA não é obrigatório

Sendo assim, a campanha eleitoral, no país, envolve também o convencimento dos eleitores para votarem. 

Entretanto, há pré-requisitos para ser um votante no país, à título de exemplo, em 2016,  218 milhões estavam habilitados para votar, entre esses pré-requisitos está:

  • Apresentar documento com foto (que não é algo tão comum para documentos lá como no Brasil).

Voting Election 2020 GIF by Jelly London

Outras situações que se tornam empecilhos são a falta de informação sobre prazos, documentos e o próprio dia votação. 

Somado a isso, outra informação interessante é que apenas 6 estados adotam o sistema de urna eletrônica, nos demais, os votos são feitos pelas cédulas de papel, sistemas misto ou votos postais. 

Você sabia que, devido a pandemia, grande parte dos votos nas eleições de 2020 dos EUA estão sendo feitas pelos correios? 

Para se candidatar à presidência nos EUA 

Não obstante, para se candidatar à presidência dos Estados Unidos, a pessoa precisa ter 35 anos ou mais, ser nascido no país e estar vivendo neste por pelo menos 14 anos. 

Ademais, diferentemente do Brasil, não é necessário ao candidato ser filiado a algum partido. 

OBS: nas eleições dos Estados Unidos, o presidente só pode se reeleger uma vez nas eleições dos Estados Unidos.

Eleições Primárias 

Por conseguinte, vamos para o processo eleitoral em si. 

Dessa maneira, nos EUA, a população não vota diretamente, mas escolhe os “delegados (ou superdelegados)” para que estes possam escolher quem serão os candidatos de cada partido. Esse processo é chamado de eleições primárias

OBS: com a grande autonomia dos estados nos EUA, estes podem escolher como serão essas eleições primárias (abertas, fechadas…).

Você sabia que o voto indireto foi instituído em 1787 devido ao medo dos fundadores da imprevisibilidade dos votos populares? 

Após os delegados partidários escolherem seus candidatos, estes devem ser confirmados pelas Convenções Partidárias. 

É importante lembrar que esse processo se dá bem antes das eleições, e que após confirmados, os candidatos podem escolher quem será o seu vice. 

Os partidos das eleições dos Estado Unidos

Ademais, ao contrário do que muitos pensam, os EUA não possuem apenas dois partidos (republicanos e democratas) , mas vários outros.

Todavia, esses dois são os únicos que possuem estrutura para se manter presente em todos os distritos, e assim, são os que mais elegem presidentes. 

OBS: por vezes, esse partidos menores são importantes para a contabilização dos votos.

Quem são esses delegados?

Para melhor esclarecer esse processo, vamos entender um pouquinho mais do que são esses “delegados”.

Opinion | America Needs a Bigger House - The New York Times

Sendo assim, cada distrito nos EUA, que ao todo são 435, apresenta 1 deputado que o representa. 

Tal divisão distrital é feita em relação a quantidade populacional, e assim, cada deputado corresponde a um número similar de pessoas. 

Do mesmo modo, dependendo do tamanho da população de cada estado, este tem mais distritos, e assim, mais deputados. Um exemplo é a Califórnia que apresenta o maior número destes, 53. 

Além dessa configuração, cada Estado possui 2 senadores, totalizando 100 nos Estados Unidos, que também participarão das votações. 

Dessa forma, o estado da Califórnia teria 53 deputados + 2 senadores = 55 delegados (votos). Ademais, Washington e Columbia, que não possuem delegados na câmara, tem direito a três votos. 

Esses são os colégios eleitorais estaduais, que devem apresentar no mínimo 3 delegados

Assim, são 435 deputados + 100 senadores + 3 = 538 assentos no Colégio Eleitoral Geral.

Colégio Eleitoral 

Dessa forma, após a escolha dos candidatos a população vota no delegado que representa o seu escolhido para a presidência. 

Entretanto, é importante dizer que devido a grande autonomia dos estados da federação, em alguns 

  • Os delegados são livres para escolher quem quiserem (ou seja, podem “mudar de ideia”);
  • E em outros, são obrigados a votar no candidato que prometeram apoiar. 

Ademais, a votação do colégio eleitoral acontece em meados de novembro e dezembro, mas, na maioria das vezes, o resultado sai no mesmo dia pela grande tendência dos deputados seguirem a opinião popular. 

The winner takes all (O vencedor leva tudo)

Entretanto há ainda uma regra chamada “the winner takes all” que consiste na lógica de:

Se 60% dos delegados de um estado X votarem para um presidente democrata e 40% em um republicano, esse último não terá o voto desses 40% para serem contabilizados. 

Ou seja, o vencedor (aquele obter mais de 50%) leva todos os votos para si do estado X, apesar de ter recebido, de fato, apenas 60% destes. 

Há exceções para esse regra que são os estados de Maine e Nebraska, nos quais os delegados seriam divididos em 60% para democratas e 40% para os republicanos. 

Swing States: o campo de batalha dos EUA

Swing States in 2020 Presidential Election | Swings States Map Eleições dos Estados Unidos

Diante disso, a maioria dos estados do país tem uma tradição partidária consolidada, como é o caso da Califórnia (democrata).

Todavia, há ainda estados conhecidos como “estados oscilantes”, nos quais o partido pode variar de eleição para eleição. 

A vista disso, esses são conhecidos como o campo de batalha, tornando decisivo campanhas eleitorais fortes pelos candidatos. 

Veja aqui os Swing States que determinarão as eleições de 2020. 

Para ser eleito nas eleições dos Estados Unidos 

Por fim, para que um candidato seja eleito, este precisa ter 50% + 1 dos votos do Colégio Eleitoral (270 votos), e por mais que o candidato possua a maioria dos votos populares, o que é decisivo de fato são os votos do colégio. 

Como assim? Nas eleições presidenciais de 2016, Hillary Clinton obteve 3 milhões a mais de votos populares, mas por Trump ganhar no colégio, este venceu a eleição. 

Isso se dá pela diferença na quantidade de delegados de cada estado e a lógica do “vencedor leva tudo”. 

Sendo assim, como visto, é importante saber que nem sempre os votos dos delegados seguirão a tendência da população. 

  • Este cenário só aconteceu 5 vezes nos EUA: em 1824, 1876, 1888, 2000 e 2016.

Caso nenhum dos candidatos obtenha 270 votos, a decisão fica a cargo da Câmara dos deputados. 

• Veja aqui: Trump ameaça não reconhecer o resultados das eleições de 2020.

Não obstante, a apuração dos votos depende muito da diferença destes entre os candidatos. 

Gostou do texto? Não esqueça de compartilhá-lo com seus amigos e sanar, de vez, essa dúvida sobre as eleições estadunidenses.

Semana que vem sai um texto sobre as diferenças entre os republicanos e democratas! Fique atento!