Essa semana ouvimos falar que bolsa de valores gera riqueza sem produção. Bem, felizmente, o autor da fala se retratou no mesmo dia.

Mas, ainda assim, muitas pessoas ainda não entendem de fato o que é a bolsa e para que serve, tanto que menos de 1% de nós brasileiros estão nela.

Dessa forma, o BE te explicará que esse monstro chamado bolsa de valores, nada mais é alguém que pode te ajudar e ajudar o desenvolvimento econômico do nosso país.

bolsa

Como surgiu a bolsa?

Para isso temos que voltar uns anos… mais precisamente quando Portugal estava muito bem das pernas. Pois é, a bolsa tem história. Bem, os portugueses estavam na época de explorar as Índias e de dar aquela volta pelo Cabo das Tormentas.

Apesar de perigoso, fazer isso era tão lucrativo que queriam repetir. Contudo, essa viagem custava muito caro para a Coroa e alguns banqueiros interessados no dinheiro resolveram participar também. Aí temos alguns primeiros indícios de investidores/sócios.

bolsa

Logo, avançamos alguns anos e chegamos na Holanda. Este foi um país que cresceu no capitalismo e na coletividade. Isso porque a região era um pântano e produzir lá era praticamente impossível.

Mas seus moradores aprenderem a necessidade de se unirem e de desenvolverem, tendo até pesca e criação de gado a nível industrial.

Mergulhados no mar, os holandeses eram ótimos navegadores, apenas não tinham o porte de Portugal. E, por isso, alguns holandeses acabavam participando de expedições lusas. Assim, um desses navegadores escreveu um livro sobre tudo o que os portugueses faziam.

Dessa forma, a Holanda admirada com tudo aquilo resolveu participar também. Mas, como era algo novo, os grandes banqueiros tinham medo de investir nas viagens e perder tudo. Então, o governo resolver ajudar. O Estado juntou as empresas de expedições da Holanda em uma única e a chamou de VOC.

A partir disso, voltado pela coletividade holandesa, colocou a empresa no mercado de bolsa. O nome bolsa, aliás, foi inspirado em um lugar em que os comerciantes se reuniam para negociações.

Enfim, a VOC foi dívida em várias partezinhas, o que permitiu a toda população holandesa se tornar sócia de uma das maiores empresas do mundo até hoje (se não “a”).

bolsa

Como gerar produção e riqueza

Bem, como você pode perceber, e como já falamos em Ações: o que são e como faturar com elas, as empresas entram na bolsa de valores com a finalidade de angariar recursos a partir do IPO (oferta pública inicial).

Dessa forma, quando você compra uma ação, você compra parte da empresa e o dinheiro vai para ela.

Para quê? Em geral, investir em pesquisas e desenvolvimento (P&D), que colaboram na produção da empresa. Às vezes para buscar novas formas de produzir com menos gastos, ou formas mais sustentáveis para seus produtos, etc… um mundo de oportunidades.

Research Scientist GIF by uwmadison

Sendo assim, quando o seu dinheiro é investido em uma empresa, você poderá estar auxiliando no seu crescimento.

Consequentemente, ela terá maiores chances de aumentar sua produção, lucrar mais, gerar mais emprego, desenvolver a economia nacional, e por ai vai. É um ciclo.

Ai a dúvida? Tá, mas e se eu não compro ações no IPO, como estou produzindo? Bem, primeiro ponto: o ideal é você comprar ações de uma empresa quando você acredita nela, porque você será um dos donos.

E as vezes, um fulano que comprou no IPO ações da empresa X, depois de um tempo já não acredita nela e vende suas ações para alguém que acredite.

The Goldbergs Business GIF by ABC Network

Além disso, é normal que as empresas dividam seus lucros com seus acionistas, chama-se dividendos. E, quando você recebe seus dividendos, você poderá usá-los como quiser, ou consumindo e colaborando para o crescimento dos produtores. Ou comprando novas ações.

Felizmente, alguns já estão mudando a forma de pensar, veja.

Um de vários bons exemplos na bolsa

O Google hoje pertence a Alphabet Inc, criada em 2015 para controlar o Google e subsidiárias. E a empresa está listada na NASDAQ, uma das maiores bolsas do mundo, em Nova Iorque.

Mas primeiro, o IPO do Google ocorreu em 2004 e a empresa conseguiu arrecadar bilhões de dólares. Isso poderia significar nada demais, a não ser que descobrisse que o Youtube e o Google Maps tenham sido criados em 2005.

Mas não é coincidência? De forma alguma. Graças a essa arrecadação feita, a empresa pode se desenvolver mais e mais, até ser o que é hoje. Talvez se isso não tivesse acontecido, o Youtube estaria sendo lançada só esse ano, 2020, pois teria sido necessários muitos anos de pesquisa com poucos recursos.

Youtube Video GIF by tyler oakley

Outra curiosidade: meses antes do IPO, a empresa tinham um total de 1907 empregados. Hoje já são 102 mil colaboradores em tempo integral e 121 mil por tempo determinado em 2019.

Por fim, claro, assim como qualquer lugar no mundo, existem aqueles que deturpam o “bom”. Existem também os “capitalistas selvagens” ainda. Contudo, estes são a pequena parte, visto que o propósito da bolsa é, como falamos, apoiar o desenvolvimento.

Além disso, já existem novas formas de decidir por certas ações, como é o caso das Questões ASG (ou ESG), em que só se investe em empresas cuidadosas com o mundo. E, por isso, a bolsa não é para poucos, mas para todos.

E, se você ainda usa de desculpa “não tenho dinheiro”, recomendo ler nosso texto falando sobre os tabus sobre como começar a investir. Então compartilhe com seus amigos e também ajude a cultivar a educação financeira no nosso país 😊.

E se você viu aqui qualquer palavra desconhecida e ficou confuso sobre ela, indico ler nosso “mini dicionário” com as palavras que todo investidor deve conhecer. Para saber mais, clique nos links abaixo.

• Parte 1

• Parte 2