Muitas pessoas se preocupam com a alta do dólar, mas a maioria não entende como isso afeta o seu dia a dia. Ou, ainda, como a conta de luz, por exemplo, é alterada por esse aumento.

Hoje o BE vem conversar com seus leitores sobre como o aumento do dólar afeta a conta de luz dos brasileiros. Gostou do assunto? Continue lendo o post para entender mais sobre.

O aumento do dólar gera mudanças no valor da energia de Itaipu

Atualmente, a usina hidrelétrica de Itaipu é a maior do país e uma das maiores do mundo em geração de energia. Nas últimas duas semanas, como consequência da pandemia provocada pelo COVID-19, o valor do dólar disparou e isso afetou o valor da energia de Itaipu. Isto acontece, pois, sua cotação é feita por dólar.

Neste o momento, o dólar já chegou a 5 reais e se seguir com esse crescimento a previsão de estabilidade da usina não vai acontecer, visto que os reajustes das tarifas podem chegar a 2%.

Posto isto, nota -se que uma das consequências desencadeadas por esse acontecimento pode ser o aumento da conta de luz. Isto acontece já que o encarecimento da energia também deixa as tarifas mais caras.

Sendo assim, as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul seriam as mais impactadas, uma vez que seus reajustes ocorrem no segundo semestre do ano. Além disso, as distribuidoras dessas regiões se responsabilizam por comprar a energia da usina.

A conta de luz, as distribuidoras e os consumidores

O Ministério de Minas e Energia (MME) está acompanhando a situação do dólar e anunciou que pretende tomar medidas para que as contas de luz não sejam tão afetadas caso o valor da moeda continue crescendo.

O órgão ressaltou que os consumidores não sentem esse aumento de forma imediata, eles passam a ser afetados depois que uma revisão tarifária anual de cada distribuidora ocorra. Ou seja, se o valor do dólar continuar subindo, em 2021 as contas de luz tendem a ficar mais caras.

Porém, as distribuidoras sentem o impacto de forma imediata. A Cemig, por exemplo, que se localiza em Minas Gerais, atende a maior parte dos consumidores do estado . Hoje, a Itaipu representa cerca de 20% dos seus gastos em compra de energia.

Foi aconselhado por Marcos Madureira, presidente da Abradee, associação que representa as distribuidoras, que o governo regulamente a “hedge”, uma transação compensatória que tem como intuito proteger alguém.

Nesse caso, o setor elétrico e os consumidores, de bruscas variações do dólar.

conta de luz

Em conclusão…

Portanto, a alta no dólar gera consequências que, às vezes, não imaginamos. Ainda, caso esse aumento continue, a tendência é que os consumidores sejam cada vez mais afetados, principalmente no valor das suas contas de luz.

Então, o que achou do post? Deixe um comentário e caso tenha gostado, compartilhe com os amigos!

Leia mais:

Medidas econômicas do governo contra o COVID-19
Crise do petróleo, como fica o combustível?
Como o dólar alto afeta seu dia?