Singapura é hoje o quarto país mais rico do mundo, segundo o poder de compra dos habitantes e é recheada de arranha-céus e carros de luxo.

Porém, há 50 anos a realidade era completamente diferente, onde o país era uma ilha pobre.

Quer entender como foi essa trajetória do país? Continue lendo que eu te explico.

A história de Singapura

Antes de mais nada, Singapura não era um Estado Autônomo até 1965. Dessa forma, quando conseguiu a independência, o país foi liderado por Lee Kuan Yew, criador do milagre econômico de Singapura.

Diante disso, o milagre econômico foi um arquitetado com um sistema extenso de reformas, para transformar o país pobre, em um país rico e industrializado.

O modelo adotado foi um sistema capitalista, com um controle estatal muito rígido, te lembra alguém?

Dessa forma, foi um modelo muito parecido com que a China fez/faz.

O primeiro fator a ser considerado no processo é a localização privilegiada de Singapura. Ela está localizada na rota comercia entre China, Índia e o Sudeste Asiático.

Primeiramente, o governo fez um intenso programa de geração de empregos e de construção civil.

Porém, essa política também era um governo que não respeitava as liberdades individuais do povo, visto que o governo prendia opositores e aplicava castigos físicos.

O primeiro passo foi apostar na manufatura do país, utilizando os produtos para a exportação em países mais desenvolvidos.

Outros fatores muito importante foi o intenso investimento em educação e o incentivo para atrair empresas estrangeiras, que fez com que o país se tornasse um centro de investimentos e sede de vários escritórios de multinacionais na década de 90.

Singapura também acompanhou o crescimento da Ásia, que com certeza influenciou no crescimento do país.

Todos esses fatores levaram o país em um dos mais ricos do mundo em um curto período de tempo.

Por outro lado, o país apresenta alguns problemas estruturais também.

Singapura

• Veja também : Mensalão: um dos maiores esquemas de corrupção

Os problemas

Por mais que Singapura seja um dos maiores centros financeiros do mundo, ela apresenta diversos problemas.

O primeiro é um problema não exclusivo ao país, que é o envelhecimento rápido da população. Dessa forma, a preocupação é com o abastecimento de mão de obra, que cada vez fica menor no país, como em outros países do mundo, até mesmo o Brasil.

Isso desencadeia outro problema que é a diminuição da produtividade de Singapura, pois o país além de estar envelhecendo, tem uma mão de obra muito qualificada.

Dessa forma, eles são muito dependentes de trabalhadores estrangeiros que não são qualificados e que impulsionam a produtividade.

Outro problema enfrentado é a intensa dependência da indústria. Dessa forma, o governo é proticamente obrigado a fornecer subsídios para esse setor, deixando de coletar alguns impostos.

E, por último, o país contém uma alta desigualdade social, um problema estrutural que concentra a maioria da riqueza na mão de poucas pessoas.

old man smile GIF by F*CK, THAT'S DELICIOUS Singapura

• Veja também: O que é o FGTS e como sacar o benefício?

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos.