Falaremos hoje da tão conhecida expressão dita por Adam Smith, a “Mão Invisível”. Diante disso explicaremos como funciona o Mercado na economia.

O mercado para alguns é o Santo Graal da economia, da mesma forma que para outros é algo absolutamente assustador.

Criamos uma série de post chamada “Economês” para explicar os principais conceitos utilizados pelos economistas.

Esse artigo tem como objetivo definir o que é mercado, para que você tire suas próprias conclusões.

O que dizia Adam Smith?

Adam Smith foi um Economista e Filósofo escocês que viveu no século XVIII. É considerado até hoje um dos principais teóricos, se não o principal, do Liberalismo Econômico.

Dessa maneira, foi ele quem deu destaque para o que conhecemos hoje como mercado. Em seu livro, A Teoria dos Sentimentos Morais, Adam Smith fala sobre uma mão invisível que guia a “distribuição” de renda da sociedade.

Note que quando falamos de distribuição, não quer dizer que seja uma divisão igual entre todos da sociedade. Dessa forma Adam Smith diz que quando os ricos buscam seus interesses próprios, parte dessa riqueza é distribuída entre a sociedade.

Em sua obra mais famosa A Riqueza das Nações, Adam Smith cita:

Não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro ou do padeiro que esperamos o nosso jantar, mas da consideração deles pelo seu próprio interesse.

— Adam Smith

A Mão Invisível

A mão invisível do mercado vem a ser então a ação coletiva da busca pelos próprios interesses das pessoas.

É como se literalmente uma mão invisível controlasse as ações das pessoas, e organizasse tanto o processo produtivo quanto o consumo. Por isso podemos dizer então que o mercado se auto regula.

Na ótica liberalista, o mercado funciona sozinho e a única função do estado seria regulamentar e proteger o direito à propriedade privada.

O que é o Mercado?

No estudo da economia conhecemos mercado como lugar onde as famílias e as empresas interagem entre si. Ainda mais temos a ação do governo, que num estado que não seja totalmente liberal, ainda regulamenta a interação entre esses dois agentes econômicos.

É no mercado então que a Oferta e Demanda se equilibram. Dessa maneira regula os preços que as famílias estão dispostas a pagar e o preço pelo qual as empresas estão dispostas a vender.

Deixa ai nos comentários sugestões de temas para nossa Série “O Economês” 😉