5 nobel de economia que você deveria conhecer

Talvez você já tenha ouvido falar sobre os premiados pelo Nobel de economia afinal, afinal você nos segue aqui no Boletim Econômico.

Por isso, vamos mostrar um pouco sobre as histórias e sobre suas contribuições. Mas não se engane, algumas dessas histórias são tão boas que chegaram ao cinema e até ganharam Oscars!

Eles são legítimos heróis de suas próprias histórias.

Ficou curioso? Venha conosco e conheça mais sobre a história dessas mentes geniais!

Daniel Kahneman

E se começarmos por um PhD em psicologia premiado com um Nobel de Economia?

Isso mesmo, no decorrer dessa matéria veremos que diversas áreas do conhecimento se orgulham de conquistar nosso querido prêmio.

Kahneman uniu a pesquisa psicológica do comportamento à ciência econômica, através da regressão à média e a aplicou aos processos de decisão.

Até então os estudos econômicos definiam que as pessoas sempre fariam escolhas racionais, e isso facilita a matemática pois, todos buscam sempre atingir a escolha ótima.

Por outro lado, psicólogos como Kahneman mostraram que as escolhas humanas costumam ser restringidas por diversos fatores culturais, regionais e até emocionais.

Dessa forma, o estudo de Kahneman mostra que pessoas de forma irracional preferem receber resultados imediatos mesmo que menores e costumam ser aversas ao risco.

Com isso sua pesquisa trouxe inovações para diversas áreas além da economia. Empresas como a Google e a Coca-Cola a aplicam no marketing e o mercado financeiro também bebe muito dessa fonte.

O Boletim Econômico já fez uma matéria falando mais sobre a economia comportamental! Para conferir é só clicar aqui em baixo:

Para alguns, Daniel Kahneman é o Nobel que conhece a sua mente…

E eu sempre soube que a foto no começo do texto lembrava alguém…

William Arthur Lewis

A primeira vista Sir. William Arthur Lewis já possui uma história de vida incrível e isso vai além de ganhar um prêmio Nobel de Economia.

William Arthur Lewis

Antes de mais nada Lewis era filho imigrantes, ambos professores, e ainda quando criança devido a uma doença, se viu obrigado a tratar-se em casa durante meses quando passou a receber aulas de seu pai.

Logo depois, ao retornar para sala de aula, Lewis estava tão a frente dos demais de sua turma que foi adiantado dois anos, fazendo com que ele concluísse os estudos antes de ter idade suficiente para prestar vestibular.

Assim, quando atingiu a idade necessária, optou por cursar administração se formando em 1937, e aos trinta e três anos, se torna o primeiro professor negro da Universidade de Manchester.

Como professor escreveu diversos livros e seus avanços sobre a análise do processo econômico em nações em desenvolvimento lhe rendeu o Prêmio Nobel de Economia.

Sendo ele o primeiro negro a conquistar seu espaço entre os grandes.

Seria Arthur Lewis, o nosso John Stewart?

Elinor Ostrom

Elinor Ostrom

De antemão devemos lembrar que o prêmio Nobel de Economia existe desde 1969, mas apenas em 2009, ou seja 40 anos depois, uma mulher foi laureada com o prêmio. Esse feito inclusive só vem a se repetir após 10 anos, em 2019 com Esther Ruflo.

Do mesmo modo que Daniel Kahneman, a Dra. Ostrom era PhD em ciências políticas e não em Economia. Ela fazia questão de lembrar em suas aulas que não possuía o título em economia devido a pressões de cunho sexista que recebeu para não fazê-lo.

Ainda mais quando sua pesquisa critica conceitos até então amplamente aceitos entre os economistas.

A tragédia dos comuns

Quando no final da década de 60 a hipótese da tragédia dos comuns ganha forma com Garret Hardin, ela apresenta um cenário em que pessoas de um grupo agindo por seus próprios interesses contrariam os interesses coletivos.

Devido a isso a escassez de algum recurso comum torna-se inevitável, ou seja, o acesso sem limites a um recurso finito termina por condenar esse recurso graças ao excesso de exploração.

Por outro lado Elinor descreve em sua pesquisa uma construção sustentável entre o homem e o bioma, por meio de arranjos coletivos que surgem ao longo da existência daquele grupo.

Ou seja ela mostra que os recursos quando partilhados pelo coletivo, criam regras gerais sobre como eles devem ser cuidados de maneira sustentável.

Por fim, Elinor Ostrom escreveu seu nome na história, confrontou modelos clássicos e sempre lutou para inspirar outras mulheres na academia, conquistando um Nobel de Economia mesmo com um PhD em Ciências políticas.

Sem dúvidas uma mulher maravilha.

nobel de economia.

Milton Friedman

Antes de mais nada até para os menos acostumados com assuntos de economia o nome Milton Friedman pode soar familiar.

nobel de economia
Milton Friedman

Isso se dá pois ele se tornou um dos economistas mais conhecidos da segunda metade do século XX e isso graça a seu talento como intelectual público.

Antes de mais nada Friedman foi premiado com o Nobel de Economia de 1976 por mostrar o papel do dinheiro sobre a inflação, o uso da política monetária e as políticas de estabilização econômica.

Dessa forma Friedman sempre foi crítico, buscou mostrar em seus livros como a ação do governo piorou os efeitos da grande depressão de 1929.

Logo se tonou líder dos monetaristas da escola de Chicago e suas ideias alteram as atuações dos bancos centrais pelo mundo todo.

Ele inclusive chegou a ser consultor do Ronald Reagan e da Margareth Tatcher.

Além disso sua oratória lhe permitiu traduzir conceitos complexos de forma simples o que tornou muitos de seus livros best sellers.

Milton Friedman foi um dos grandes porta-vozes da liberdade e acumulou algumas frases célebres como: “ninguém gasta melhor o dinheiro de outra pessoa como gasta o seu próprio”.

nobel de economia

Devido a isso Friedman era defensor de políticas de transferências diretas de renda, como o nosso bolsa família, que para ele são muito melhores que políticas sociais com base na ação do Estado.

Assim, isso faz dele um herói americano defensor da liberdade, certo?

nobel de economia

John Nash

Em primeiro lugar não seria surpresa se ao ouvir o nome John Nash, a primeira imagem que venha a sua cabeça seja o Russel Crowe.

nobel de economia

O motivo é que a história de John Nash chegou ao cinema. Mas antes de se tornar famoso nas telonas, Nash deixou um legado único.

Ou seja, ganhar um Nobel foi apenas um de seus feitos.

Sua pesquisa

Ele elaborou a Teoria dos Jogos aplicada à economia. E com base nela passa a ser possível avaliar as diversas hipóteses possíveis aos agentes econômicos, para com isso obter vantagens competitivas.

Além disso John Nash trouxe grande contribuição para o ramo das ciências exatas. Tendo vários conceitos recebido seu nome como Equilíbrio de Nash e Teorema do encaixe de Nash.

Aliás, não podemos esquecer que Nash precisou superar a esquizofrenia nesse processo.

Sua história

Desde criança sempre amou a leitura, Nash lia diversas revistas científicas mas, apesar de um aluno genial, ele sempre optou trabalhar só.

John Nash já estava casado e era professor no MIT quando os primeiros sinais da doença aparecem. Sua esposa se vê obrigada a interná-lo devido ao aumento de seus delírios e isso complica seu casamento.

Mas como sabemos, a especialidade de Nash era resolver problemas.

Assim ao perceber o estado em que estava ele decide lutar contra sua condição. Isso em muito motivado pelo desejo de reatar seu casamento.

nobel de economia
John e Alicia Nash

Nash decide parar de tomar seus remédios e seus biógrafos escrevem que aos poucos ele inicia uma melhora gradativa de sua condição.

Em 1994 ao receber o Nobel de Economia , ele o dedica a sua ex-esposa lembrando que ela sempre o apoiou nos tempos difíceis. Tempos depois eles casam-se outra vez.

Ao que parece, Nash avaliou todos os futuros possíveis para ele, e escolheu um deles, isso nos faz lembrar alguém?

Assim, se você gostaria de saber mais sobre a teoria dos jogos do John Nash, nós do Boletim já falamos também! É só clicar!

Porém, se você quer conhecer mais da história do próprio Nash, podemos te recomendar o filme que conta sua história:

Então? O que achou das histórias por trás dessas mentes geniais? Conta pra gente!

Aliás… eu esqueci de alguém? Escreve aí embaixo e podemos pensar numa nova lista!

Até mais!

Total
0
Shares
4 comentários
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

O que é o "Green New Deal"?

Próximo

Por trás do BBB: quanto ele movimenta de dinheiro?