Como o navio preso em Suez impacta a economia (e a sua vida)?

Na última semana, um acontecimento incomum movimentou as mídias: um meganavio cargueiro ficou preso no Canal de Suez.

Desse modo, muitas reportagens têm falado sobre a situação. O navio, que está parado no canal desde terça-feira (23/03) ainda não foi retirado.

Os problemas disso para a economia são vários. Ainda mais: esses problemas podem, em algum momento, atingir você! Quer descobrir como o navio no Suez causa tudo isso? Se liga:

O que é o Canal de Suez?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é o Canal de Suez e por que ele importa.

O Canal de Suez é uma travessia marítima no Egito que liga o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho. Dessa forma, o canal é uma via de passagem para um alto nível de cargas levadas de um país a outro.

Ainda mais, o Canal de Suez é a via mais rápida e simples entre a Europa, África e Oriente Médio, bem como o Sul da Ásia (Índia, Paquistão…).

Ou seja. o Canal de Suez é a melhor forma de transportar exportações e importações entre esses países. Que, juntos, representam boa parte do comércio global.

suez
Canal de Suez pontuado ao mapa.

Logo, se uma única passagem é responsável por 12% do comércio mundial, ela deve estar sempre livre, não é mesmo? E claro, quais seriam as chances de um único navio atrapalhar toda essa operação?

Aparentemente, as chances são baixas. Mas foi exatamente isso que aconteceu.

Encalhados: o que aconteceu com o navio no Suez?

Agora que entendemos o que é o Canal de Suez, vamos entender o que aconteceu nessa semana.

Sendo assim, na terça-feira, o meganavio de carga Ever Given passava pela travessia em apenas mais um dia de trabalho. No entanto, ao tentar manobrar de forma errada, o sistema apresentou erros e uma falha no navio não permitiu que a manobra fosse feita corretamente.

Isso mesmo. O Ever Given encalhou por uma… Baliza mal feita.

Que tipo de motorista você é no trânsito? Descubra os mais comuns

Desde então, ninguém conseguiu remover o navio do Suez. O problema todo é o seguinte: outros navios que precisavam passar pelo local também não conseguem se movimentar.

Por causa disso, vários navios estão parados, impedidos de utilizar o canal e entregar suas cargas corretamente.

Dessa forma, não apenas o Ever Given e suas cargas foram prejudicados, mas todos os navios que tentam usar o canal desde terça-feira.

Como isso afeta a economia?

Os impactos na economia são diretos. Como falamos mais cedo, o Canal de Suez movimenta 12% de todo o comércio global, diariamente. Desse modo, muitas exportações e importações dependem dessa passagem.

Até agora, cerca de 230 outros barcos estão ancorados em fila, esperando a passagem ser desbloqueada. Todos esses são cargueiros que levam centenas de containers carregados de matérias-primas e manufaturas.

Esses produtos e matérias-primas são essenciais para os países que os compram ou vendem. Sendo assim, a fala dessas mercadorias pode acarretar alguns problemas. por exemplo:

1. Escassez

Em primeiro lugar, temos o problema da escassez das mercadorias. Com isso, quanto mais os navios demorarem para entregar as cargas, mais escassos esses produtos ficarão nos países de destino.

2. Preço

Da mesma forma, como já vimos antes aqui no BE no texto Economês: Oferta x Demanda, a escassez afeta o preço.

Desse modo, quanto mais escasso é um produto no mercado, mais caro ele se torna. Logo, se esses produtos demorarem mais, é possível que vários mercados sofram com o aumento dos preços a curto prazo, já que os produtos podem faltar nas prateleiras.

Leia mais: FGV: Conheça 5 economistas brasileiros que passaram pela instituição

Alguns setores inclusive já dão sinais de desequilíbrio, entre eles o setor do petróleo e de peças automotivas.

Grande parcela do petróleo mundial vem do Oriente Médio, transportado pelo Canal de Suez. Com isso, se a entrega da commodity não for feita, muitos países podem sofrer aumento nos preços.

Como isso afeta o Brasil e nossa vida?

Bom, se você lê o BE há algum tempo, você sabe que tudo na economia é interligado. Por isso, quando um evento acontece em uma área, ele pode desencadear toda uma reação no mercado como um todo.

Ever Given: Navio carregado de contêineres bloqueia o canal de Suez depois  de encalhar devido ao mau tempo | Economia | EL PAÍS Brasil

Sendo assim, mesmo estando longe do Canal de Suez, a globalização faz com que nós sejamos atingidos pela situação atual.

Combustível

Em primeiro lugar, temos a gasolina. Sendo assim, com o aumento dos preços mundiais do petróleo, o Brasil também sofrerá alterações, já que a Petrobrás segue os preços do mercado internacional.

Ou seja, se o preço mundial aumenta, a Petrobrás precisa aumentar seus valores, e nós também pagamos mais caro na gasolina, no diesel e combustíveis à base de petróleo no geral.

Entregas atrasadas

Ainda mais, com o atraso na logística do Suez, não apenas as exportações brasileiras não podem ser entregues aos compradores, mas nós no Brasil também não recebemos nossas mercadorias.

Dessa forma, é possível que o Brasil pare de receber alguns produtos importados, e os preços deles fiquem mais caros no mercado (pois a menor oferta causa um maior preço).

Lembra daquele headphone legal que você importou em uma loja do sul asiático? Pois é… Acho que ele vai demorar mais um pouquinho pra chegar.

Sad GIFs | Tenor

Agora, nós precisamos acompanhar os próximos capítulos dessa novela, e torcer para que o Ever Given desencalhe.

Por fim, o que achou dessa história toda do navio no Suez? Comente abaixo e mande o texto para seus amigos!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

FGV: Conheça 5 economistas brasileiros que passaram pela instituição

Próximo

Honda e outras fecham as portas no Brasil: o que está acontecendo?