Indústria 4.0 e o desemprego, qual a relação?

No texto de hoje iremos falar sobre a Indústria 4.0 também chamada de 4ª Revolução Industrial. Você sabe o que está por trás dessa revolução e a sua relação com o nosso mercado de trabalho?

Então irei te explicar com mais detalhes tudo sobre esse assunto e te mostrar como suas características estão mudando as novas relações de trabalho.

Se quiser entender um pouco mais sobre a questão do mercado no cenário nacional, é só clicar aqui.

Vem comigo e aprenda um pouquinho mais sobre o incrível universo da economia brasileira.

INDÚSTRIA 4.0: O QUE É?

Em primeiro lugar precisamos entender o que significa essa tão falada Indústria 4.0 ou então mais conhecida como 4ª Revolução Industrial.

Primordialmente essa Indústria representa um enorme sistema de tecnologias avançadas.

Podemos citar algumas delas, como: inteligência artificial, robótica, internet das coisas e computação em nuvem. Já tinha ouvido falar de alguma?

Todas essas novas formas de tecnologia estão mudando as formas de produção e os modelos de negócios no Brasil e no mundo.

Bem como, é um movimento de transformação que vem revolucionando a forma que as empresas fabricam, melhoram e distribuem seus produtos.

Então podemos dizer que a Indústria 4.0 refere-se à rápida digitalização na manufatura nos dias atuais.

Não é nem uma tecnologia em si, nem um modelo de negócio. Trata-se da combinação de inovações e tecnologias digitais então capazes de revolucionar a produção industrial.

Porém, você deve estar se perguntando: “de onde vem o 4.0 nisso tudo?” Vou voltar um pouquinho na historia e te ajudar a lembrar das outras Revoluções que aconteceram.

Revolução Industrial GIF | Gfycat
Imagem ilustrativa da Revolução Industrial

QUAIS FORAM AS REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS NA NOSSA HISTÓRIA?

Como mencionado anteriormente, para entendermos o hoje precisamos dar uma relembrada em importantes fatos da história.

Então vamos discutir quais foram as Revoluções Industriais e o papel que cada uma delas desempenhou. Assim, iremos entender com mais propriedade a Indústria 4.0.

A Primeira Revolução Industrial, ocorrida, sobretudo, na segunda metade do século 18 foi o primeiro modelo na área de produção em grande escala. Os modelos agrícola e artesanal de produção deram lugar ao modelo industrial que vemos hoje.

Então a principal característica desta época foi a substituição do trabalho artesanal pelo assalariado, com o uso de máquinas.

O uso de carvão acelerou a produção de aço e proporcionou o crescimento da indústria de construção civil. Tal fato gerou o aumento das populações dos centros industriais.

a Segunda Revolução (1850-1945) envolveu o desenvolvimento de indústrias química, elétrica, de petróleo e aço. Ocorreu também o progresso dos meios de transporte e comunicação.

Os automóveis passaram a ter muita relevância em centros urbanos, no transporte particular de pessoas, sendo usado também para transporte de cargas. Ocorreu também a expansão do sistema rodoviário em todo o mundo.

A Terceira Revolução industrial (1950 – 2010) foi marcada pela substituição gradual da mecânica analógica pela digital, pelo uso de microcomputadores e criação da internet.

Então, dei uma refrescada na sua memória?

QUAL A RELAÇÃO ENTRE A INDÚSTRIA 4.0 E O DESEMPREGO?

Mas você deve estar se perguntando aonde o desemprego entra nisso tudo que acabamos de analisar.

Então nessa nova etapa, as máquinas usadas nas indústrias passam por uma importante transformação.

De antemão apesar de contribuir para a modernização do setor, uma das áreas mais afetadas pela Indústria 4.0 é, sem dúvidas, o mercado de trabalho. Isso porque toda a tecnologia disponível hoje pode ser usada para substituir a mão de obra humana em diversas tarefas.

Desde a primeira revolução industrial, como vimos, sempre existiu o medo de que as máquinas tomariam o lugar das pessoas.

Então, é inevitável que alguns cargos vão deixar de ser úteis com o passar do tempo. Bem como, principalmente aquelas tarefas de processos repetitivos e previsíveis.

Do mesmo modo o emprego na indústria 4.0 passa, inevitavelmente, por um novo tipo de qualificação de mão de obra.

Então em cada Revolução Industrial seguiu o que se convencionou chamar de crise no capitalismo. Todavia, uma das características do sistema capitalista são as crises que se sucedem como forma de fazer avançar o lucro.

Assim, o que vemos nas proximidades das Revoluções Industriais não são crises, mas sim a reestruturação profunda do sistema em novas bases.

20 GIFs animados para você conhecer mais sobre a produção industrial -  TecMundo
O GIF apresentado mostra um dos sistemas operacionais utilizados em empresas que já utilizam o novo modelo de Indústria 4.0.

E ai? O que achou do tema que discutimos? Percebeu como as Revoluções Industriais se relacionam com o mercado de trabalho que vivemos hoje? Comente aqui sua opinião.

Se interessou sobre o assunto e quer aprofundar? Clique aqui para saber mais sobre.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Mercado de trabalho japonês: quais as diferenças para o Brasil?

Próximo

Games, educação e economia: o que eles tem em comum?