Entenda o que foi o Movimento Comunista

Seja bem vindo ao Boletim Econômico! Hoje damos início a nossa nova série, onde falamos sobre os movimentos ideológicos do século XX.

É trágico pensar que em pleno século XXI e com o advento da internet, as discussões sobre esses temas ainda são tão rasas entre os brasileiros.

Aliás, é bom lembrar que o que faremos aqui se trata de um breve resumo sobre as ideias por trás dessas doutrinas políticas. Se você curte as diferentes formas de pensar da sociedade, com certeza, essa série é feita para você, mas procure os livros!

Para começar vamos falar sobre o comunismo, tão em voga até hoje no debate do nosso Brasil de 2021. Então vem com a gente.

Ciência Soviética

Definição

O comunismo é uma doutrina social segundo a qual se pode e deverecuperar o chamado estado natural” em que todos teriam direito a tudo. Isso se daria por meio da abolição da sociedade privada.

Contudo, no século XX o termo passou a ser usado como base ideológica para o movimento político que herda seu nome.

Assim, suas ideias se baseiam nos escritos dos filósofos alemães Karl Marx (O Capital) e por Frederich Engels (Manifesto Comunista).

Karl Marx e Frederich Engels.

Ao passo que por volta dos anos 40, quando a filosofia marxista começa a crescer na Europa, o termo torna-se cada vez mais popular. Isto posto, temos que a união das ideias de Karl Marx e Vladimir Ilyich Ulianov, também chamado de Lênin, formam a base do que seria o ideal comunista.

Vladimir Lenin

Derivados desse ideal surgem os regimes comunistas, porém, estes costumam variar de acordo com os países em que são implantados. Apesar disso, todos esses regimes mostram “ideias chave” que são vistas em qualquer um deles.

Ideal Comunista

Os ideais comunistas se fundam na ideia de uma sociedade igualitária, sem qualquer estrutura de classes sociais e seria apátrida, ou seja, sem ligações com qualquer nacionalidade. Suas bases partem do conceito de propriedade comum e no controle dos meios de produção.

Inclusive o comunismo também se mostra como uma oposição clara às ideias do capitalismo. E além disso, suas ideias buscam soluções para os problemas vistos na economia de mercado capitalista e no combate ao legado do imperialismo e do nacionalismo.

Sociedade Comunal

Nesse sentido, as ideias vistas nos livros de Marx e de Engels sugerem a criação da chamada sociedade comunal, um modelo de sociedade com uma série de características. Tendo a busca pelo fim das classes sociais, o suporte a todas as demandas da sociedade e a ausência do Estado figurando como as principais.

Construção do Comunismo

Todavia para Marx, o caminho para atingir esse modelo requer uma fase de transição, que se inicia com uma tomada do poder pela classe proletária. O objetivo é a abolição da propriedade privada sob os meios de produção e, como reflexo, uma nova diretriz econômica.

Dessa forma, ele sugere uma economia construída de forma planejada, para com isso suprir as demandas da sociedade. Como efeito, segundo Marx, as classes sociais são extintas e, a partir daí, não há mais a demanda por um Estado.

Nesse sentido a teoria base do movimento comunista parte da análise sobre a sociedade capitalista feita por Marx. Nesse sentindo ele trás o conceito da mais valia para crítica ao capitalismo e com isso, mostra como a classe dominante se apropria dos meios de produção e em seguida passa a explorar as demais classes.

Ou seja, a exploração do homem pelo homem, para Marx trata-se do argumento essencial do capitalismo e é um mau a se combater.

Sobretudo para Marx, apenas o proletariado seria capaz de derrubar o capitalismo, isso por meio de uma luta política e consciente de seu papel dentro do processo. Assim , o proletariado não pretende construir um novo Estado, mas extinguir as classes sociais para um modelo de sociedade, onde essas não são instrumentos políticos .

Cronologia

O primeiro registro na imprensa à cerca do termo comunismo aparece em 1827, numa referência a “socialistas e comunistas” feita por Robert Owen, um reformista social e um dos maiores socialistas utópicos da história.

A partir daí, socialismo e comunismo seriam sinônimos durante todo o século XIX.

Robert Owen

Somente no século XX, devido ao desgaste do termo socialismo, Lênin trás uma nova definição para o comunismo, em especial após da revolução russa de 1917. Lênin modela sua teoria a ideia de que o socialismo seria uma fase que antecede o comunismo.

Por vezes a queda do muro de Berlim em 1989 é tido como o marco histórico que define fim do comunismo no mundo e a entrada do capitalismo no Leste Europeu.

Atualmente existem alguns países que ainda possuem seus governos alinhados com os ideais comunistas, como Cuba, Coréia do Norte ou China, sendo essa última a mais flexível dentre os modelos atuais de comunismo.

No mundo

Como já falado anteriormente a China é um dos modelos mais abertos do comunismo na atualidade, nela são permitidas inclusive práticas de mercado. Nas américas, Cuba é o único modelo comunista, isso desde a revolução liderada por Che Guevara e Fidel Castro em 1959.

Já a Coréia do Norte figura entre os modelos mais radicais de comunismo, liderados pela dinastia Kim em sua terceira geração, com Kim Jong Un nos dias atuais.

E aí? O que achou do primeiro episódio da nossa série sobre ideologias? Conta pra gente nos comentários! E só lembrando, aqui temos um resumo bem breve das ideias do comunismo, para se aprofundar mais recomendamos os livros. Até mais e boas leituras!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Post Punk e política britânica: entenda a relação

Próximo

Dropshipping: o que é e por que é vantajoso?