O que é o embargo econômico de Cuba?

O embargo econômico imposto pelos Estados Unidos à ilha de Cuba já perdura em aproximadamente 60 anos.

Muito se pensa que essa prática ocorreu pelo fato da ilha ter virado comunista, mas é exatamente ao contrário.

Quer saber mais sobre isso? Vem comigo que eu te explico.

Fidel Castro no poder

Antes de mais nada, toda essa história começa com a ascensão de Fidel Castro no poder de Cuba. Antes dele, Fulgêncio Batista, outro ditador, governava.

Assim, o governo de Fulgêncio era marcado por ser bastante rígido com seus opositores e um governo de privilégios. Para se ter uma ideia, a folha salarial dos funcionários públicos de Cuba correspondiam a 80% do PIB do país.

No Brasil, por exemplo, gastamos cerca de 10% do PIB e a maioria das pessoas sabe o quanto de privilégio rodeia nesses 10%.

Com isso, Fidel se uniu com alguns aliados para tirar Fulgêncio do poder, e depois de muitos anos de combate, ele assume o poder no início de 1959.

Ver a imagem de origem
Fulgêncio Batista

A política econômica de Cuba

Quando assumiu o poder de Cuba, Fidel, que se perpetuou no poder durante décadas, não queria abrir mão da proximidade que os EUA tinha com a ilha.

Com isso, Fidel chegou a viajar para lá com o objetivo de reformar a economia cubana, porém foi ignorado pelo presidente dos EUA, Einsenhower, pois ele iria jogar uma partida de golfe.

Três anos após Fidel ser recebido em NY como herói, EUA decretaram embargo  | Acervo
Fidel Castro discursando no Central Park

Dessa maneira, Fidel voltou com “uma mão na frente e outra atrás”, e assim começou uma política de Reforma Agrária em Cuba.

Com isso, existem dois fatores importantes. A primeira é que muitas empresas e pessoas norte-americanas perderam suas terras nesse processo de Reforma Agrária e a segunda é que esse processo não foi pacífico.

Vários historiadores escreveram que quem não respeitasse o processo, até mesmo os Cubanos, tinham como punição a morte.

O embargo econômico

Diante de toda essa situação, os EUA então decide impor algumas restrições a Cuba. Dessa forma, é importante salientar que o embargo que a gente conhece não foi feito de uma vez, e sim, aos poucos.

Com isso, as relações de Cuba e EUA foi cada vez se desfazendo, e, paralelo a isso, os EUA tinha uma influência enorme no mundo, e foi proibindo os outros países de comercializassem com a ilha.

Assim, o único país do mundo capaz de “bater de frente” na época era a União Soviética, o bloco socialista do mundo. E o final é o que conhecemos, a ilha de Cuba se tornou socialista.

Mesmo com a queda da União Soviética na década de 90, os embargos econômicos continuaram e existem até hoje.

Dessa forma, a ilha parece que parou no tempo, e tem como principal renda, o turismo. Por isso, Cuba foi uma das grandes prejudicadas na pandemia do COVID-19, já que houve restrição de viagem das pessoas.

Ver a imagem de origem

Eae, gostou do texto? Compartilhe com seus amigos.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

5 músicos que mais movimentam dinheiro no mundo

Próximo

Conheça o Pegasus, o software de espionagem contratado por governos