O que foi a crise da OPEP e o choque do petróleo?

O petróleo foi descoberto ainda no século XIX, mas desde o momento tornou-se fundamental e presente ativamente na vida da sociedade.

Com isso, a crise do petróleo teve início em 1970, quando pesquisadores descobriram que o recurso natural não é renovável. Sendo assim, os impactos gerados pela falta desse recurso podem ser altos e gerar crises tão grandes quanto a da década de 70.

Mas você sabe como essa crise começou e quais países ela mais afetou?

No texto de hoje, te contaremos isso. Continue lendo!

Primeira crise do Petróleo - História - InfoEscola

O cenário da crise do petróleo.

Em primeiro lugar, como já citado acima, a crise do petróleo se iniciou no ano de 1970.

Sendo assim, ela surgiu pois os pesquisadores entenderam que o petróleo é uma energia não renovável. Ou seja, se utiliza de recursos naturais esgotáveis, que um dia vão acabar.

Com isso, se estamos cada vez mais próximos do fim desse recurso mas ainda o usamos como principal fonte de energia, é normal que haja uma disputa muito intensa pelo produto.

Ademais, cabe ressaltar que os membros da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) são os maiores produtores de petróleo do mundo. Juntos, eles somam 27,13% da produção mundial.

Clique aqui para saber mais sobre a OPEP.

Dessa forma, essa representação fez com que se unissem para desfrutar dos maiores lucros possíveis com o produto que vendiam.

A OPEP já vinha diminuindo a oferta de petróleo desde sua criação para alcançar os objetivos que tinha traçado e por causa disso uma série de conflitos ocorreram com os países árabes integrantes da OPEP

Para mais, em outubro de 1973, os países árabes exportadores proclamaram um embargo às nações aliadas de Israel na Guerra do Yom Kipur, conflito militar entre estados árabes liderados por Egito e Síria contra Israel.

Com isso, em cinco meses de embargo, o preço do barril de petróleo subiu de três dólares para 12 dólares no mundo inteiro. 

Isso ocorre pois, com o embargo, o comércio de petróleo no mundo se torna menor. Logo, a oferta do produto cai. Como vimos anteriormente, de acordo com a lei de oferta e demanda, se a oferta cai, o preço sobe. Você pode ler mais sobre essa lei clicando no botão abaixo!

Logo, causou reflexos poderosos nos Estados Unidos e na Europa, desestabilizando a economia por todo o mundo. Para mais, coincidiu com o fim do milagre econômico ocorrido na ditadura militar no Brasil.

Crise do petróleo fora do Brasil com queda do barril - Bahia na Política  por Jair Onofre

5 momentos marcantes na história da crise

São identificados cinco momentos na história mundial de crise do petróleo.

1- Canal de Suez

Sendo assim, o primeiro ocorreu em 1956 devido a nacionalização do Canal de Suez por parte do presidente do Egito, que era de propriedade de uma empresa Anglo-Francesa.

Com isso, a medida fez com que o abastecimento de produtos nos países ocidentais fosse interrompido, o que causou aumento no preço do recurso natural.

2- Guerra do Yom Kipur

Após esse momento, em 1973, como já citado acima, os países membros da OPEP supervalorizaram o preço do petróleo como via de protesto ao apoio que os Estados Unidos davam a Israel durante a Guerra do Yom Kipur.

O momento era de crescente consumo de petróleo nos países industrializados, o que garantiu que o embargo custasse muito aos embargados.

3- Crise política do Irã

Ademais, o terceiro ocorreu durante a crise política no Irã que desorganizou o setor de produção no país.

Logo em seguida à Revolução do Irã, travou-se uma guerra entre o mesmo país e o Iraque, que reduziram a produção de petróleo e causaram o aumento do preço do produto no mundo.

Uma vez que os dois eram os maiores produtores e a oferta do petróleo ficou reduzida no mercado mundial.

Dessa forma, se em 1973 o preço do barril durante a crise do petróleo era de 12 dólares, em 1979, o preço foi a US$ 39,50.

4- Guerra do Golfo

Para mais, o quarto momento foi em 1991, pois foi quando deu início a Guerra do Golfo.

Em 1990, o Iraque, liderado por Saddam Hussein, invadiu o Kuwait, um colega da OPEP.

A crise advinda desse fato fez com que o preço subisse de 17 dólares para 36 dólares.

Com isso, essa recessão durou bem menos tempo do que as crises anteriores, mas mesmo assim foi o suficiente para a crise econômica mundial que se instalou no início dos anos 1990.

Diante disso, os EUA logo entraram na briga contra o Iraque.

Porém, na retirada do exército iraquiano, em 1991, ocorreram muitos incêndios nos poços de petróleo do Kuwait, o que fez com que levasse anos para que o preço se normalizasse novamente.

5- Crise de 2008

O quinto momento de crise é o mais recente, em 2008 movimentos especulativos de escala global fizeram com que o preço do produto subisse 100% entre os seis primeiros meses do ano.

Kk Crise Gretchen GIF - KkCrise Gretchen Kk GIFs

Consequências da crise do petróleo para o Brasil

Em primeiro lugar, o Brasil é um grande produtor de petróleo mas vende grande parte do seu petróleo para ser refinado lá fora e depois comprar de novo.

Deste modo, quase nada da nossa produção de petróleo fica para consumo interno, o que nos coloca em uma posição complexa durante as crises.

Logo, apesar de termos a matéria-prima, acabamos sendo afetados da mesma forma pelas altas dos barris, pois temos que comprar de volta.

No entanto, nos momentos das crises de 1973 e de 1979, o Brasil não sofreu tanto impacto.

Isso ocorreu porque a Petrobras detinha o monopólio de importação e optava por uma política de vários fornecedores.

Oil Petrol GIF - Oil Petrol Gasoline GIFs

Se quiser saber mais sobre o comércio de commodities, leia esse texto. E esse aqui também.

E aí, conseguiu entender mais sobre a grande crise da OPEP e o choque do petróleo no mundo? Comente sua opinião abaixo e compartilhe esse texto com seus amigos!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

O que são os investidores anjo?

Próximo

Como a base matemática importa na economia?