PIB Nominal e PIB Real: Entenda a diferença

O termo PIB, ou Produto Interno Bruto pode até soar familiar aos brasileiros, mas você sabe a diferença entre o PIB Real e PIB Nominal?

Aliás, se você não souber tudo bem, temos muitos termos assim na economia, que ouvimos todos os dias nos jornais e não entendemos muito bem sobre o que se trata e como ele impacta nas nossas vidas.

Além disso nós do Boletim Econômico temos essa missão hoje: esclarecer essa e outras dúvidas sobre esse tema.

Vem com a gente!

 Produto Interno Bruto

Antes de mais nada precisamos de uma definição clara sobre o que é o Produto Interno Bruto. Afinal nosso objetivo é explicar as diferenças entre PIB Real e PIB Nominal.

Então vamos lá, o que significa Produto Interno Bruto?

O termo PIB, indica a soma de todos os valores produzidos por uma economia em um período definido, nesse caso, o período definido costuma ser de um ano.

Além disso é bom lembrar também que para chegar nesse índice também entra na conta os rendimentos vindos de residentes estrangeiros, subtraído dos rendimentos vindos do exterior por residentes do país.

Produto Interno Bruto

Ou seja, ele tem como objetivo medir a atividade econômica e o nível de riqueza de uma região, a partir da produção realizada. Do mesmo modo são contabilizados apenas bens finais e serviços para evitar o fenômeno da recontagem por meio da repetição de insumos nas etapas de produção.

Inflação

Conforme a definição do Banco Central a Inflação trata-se de um fenômeno em que ocorre o aumento dos preços de bens e serviços dentro de uma economia. Dessa forma, ela implica na diminuição do poder de compra da moeda, ou seja, seu valor percebido diminui.

Assim a inflação também é medida pelos índices de preços e no Brasil existem vários índices de preços. Contudo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o índice que referencia as metas para a inflação.

Inflação

Ainda assim a inflação pode ter várias causas, que podem ser agrupadas da seguinte forma:

  • pressões de demanda
  • pressões de custos
  • inércia inflacionária e
  • expectativas de inflação.​

PIB Real × PIB Nominal

Com certeza agora que temos noção desses dois conceitos, vamos ao objetivo da matérias de hoje, as entender a diferença entre PIB Real e PIB Nominal.

Sobretudo quando se procura analisar o comportamento do PIB de um país ao longo do tempo, é preciso que seja feita essa análise de mais de uma forma, daí surge o uso de duas formas diferentes de contabilizar o PIB.

Nesse sentido, o PIB Nominal refere-se a soma da quantidade produzida, multiplicado pelo preço de mercado(o preço no qual é comercializado) em um determinado período. Ou seja, não consideramos o efeito da inflação.

Por outro lado o PIB real refere-se ao valor da produção econômica produzida em um determinado período, ajustado de acordo com as mudanças no nível geral de preços. Dessa forma considerando a inflação

Exemplo Prático

Por exemplo vamos supor que em um determinado país só exista dois produtos: arroz e feijão. Assim, vamos calcular o PIB Real e Nominal em dois anos diferentes a partir da tabela abaixo.

Preço (R$)QuantidadeProduto (RS)
Arroz2,007001.400,00
Feijão5,003001.500,00
TOTAL2.900,00
Tabela 1 – PIB Nominal de 2017, medidos a preços de 2017

Dessa forma podemos analisar que o PIB nominal em 2017 do nosso exemplo foi de R$ 2.900,00. Nesse sentido, entendemos que o cálculo do PIB nominal de forma bem simplificada é a somatória quantidade produzida, multiplicado pelo preço de mercado.

Do mesmo modo vamos observar a tabela abaixo:

Preço (R$)QuantidadeProduto (RS)
Arroz3,008752.625,00
Feijão6,003301.980,00
TOTAL4.605,00
Tabela 2 – PIB Nominal de 2018, medidos a preços de 2018

Dessa forma, o preço do PIB Nominal em 2018 do nosso exemplo foi de R$ 4.605,00, calculado da mesma maneira do ano de 2017 (quantidade X preço).

Contudo, para analisarmos o PIB Real vamos precisar deflacionar. Ou seja, manter o preço de um ano-base, pode ser qualquer um, vamos usar o de 2017.

Preço (R$)QuantidadeProduto (RS)
Arroz2,008751.750,00
Feijão5,003301.650,00
TOTAL3.400,00
Tabela 2 – PIB Real de 2018, medidos a preços de 2017

Portanto, mantendo os preços de 2017 (ano-base) com a quantidade produzida de 2018, deflacionamos o PIB. Dessa forma conseguimos calcular o PIB Real de 2018 que totalizou em R$ 3.400,00.

Veja também: O que é tripé macroeconômico e para que ele serve?

PIB Nominal

A princípio calculamos o PIB Nominal com base nos preços do ano atual, ou seja, o valor agregado de mercado da produção econômica produzida em um ano dentro dos limites do país.

Contudo essa comparação entre anos nos fornece uma informação imprecisa a respeito da produtividade da economia.

Dessa forma para evitar qualquer interpretação errônea, os economistas calculam o PIB Real, e nesse sentido procuram medir o PIB que removendo o efeito da mudança de preços no PIB nominal.

PIB Real

Antes de mais nada é bom lembrar que os economistas indicam a utilização do PIB Real para avaliações mais consistentes da variação do PIB de uma economia. Contudo para isso eles levam em conta apenas as quantidades produzidas dos bens, e não as alterações de seus preços no mercado.

Ainda assim o PIB Real refere-se ao valor da produção econômica produzida em um determinado período, ajustado de acordo com as mudanças no nível geral de preços. Em resumo: nesse cálculo o PIB é ajustado pela inflação.

Conforme vemos, para o cálculo do PIB são utilizados diversos dados, sendo alguns produzidos pelo IBGE e outros de fontes externas.

Deflator PIB

A princípio a análise da variação do PIB exige o uso de um Deflator, ou seja, um índice utilizado para descontar o aumento dos preços, isolando o crescimento real das riquezas produzidas.

Porém apesar de uma definição robusta, trata-se de uma estatística simples e seu cálculo é feito da seguinte forma:

DEFLATOR = PIB Nominal ÷ PIB Real × 100

A divisão do Nominal pelo Real multiplicados por cem.

Ou seja como o Nominal e o Real serão iguais nos anos base, o deflator do PIB neste ano deve ser igual a 100. Assim nos anos subsequentes o deflator mede a variação do PN (PIB Nominal) sem atribuir variação no PR (PIB Real).

Nesse sentido a importância do deflator do PIB é refletir as mudanças que ocorrem nos preços do mercado e, portanto, é usado para controlar o nível médio de preços na economia.

Então percebemos que cálculo da taxa de Inflação de um determinado ano leva em consideração, geralmente, o deflator do PIB deste ano em relação ao ano anterior.

Importância do Cálculo

Ainda assim o uso desses cálculos não é obrigatório no dia a dia. Entretanto, estar ciente deles tem sim sua importância.

Por fim é importante e necessário ter o conhecimento de como caminha os números que nos afetam, afinal, a Economia é para todos. Dessa forma conhecê-la e fazer seu uso faz dela uma grande ferramenta em nossos dias, mesmo nos mínimos detalhes.

Aliás conte sempre conosco para aprender mais sobre Economia e seu vasto campo no conhecimento. ?

Dúvidas ou sugestões? Comente abaixo!

Veja mais: Como o Brasil ganhou 500bi?

Total
123
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Conheça 5 formas de operar na Bolsa de Valores

Próximo

Excel: curso gratuito do básico ao avançado