Por que o dólar americano é uma moeda mundial?

Tenho certeza que você já parou para pensar porque o dólar americano é a moeda mais famosa do mundo todo. 

Pensando nisso, o post de hoje trará uma visão geral da trajetória desta ao patamar em que se encontra hoje em dia.

Ademais, o post abordará o porquê do dólar americano ser considerado uma moeda mundial. 

Vamos lá?

A hegemonia do dólar e o crepúsculo do império | Revista Movimento

Dólar Americano 

Primeiramente, antes de explicar a trajetória do dólar até sua popularidade atual, é importante mencionar como esta se dá de maneira prática. 

Sendo assim, o dólar não é apenas visto com confiança pelos indivíduos que acreditam se tratar de uma moeda estável, mas também pelos governos mundo afora. 

A título de exemplo, em janeiro de 2020;

  • O Japão e a China possuíam, separadamente, mais de US$ 1 trilhão em títulos do Tesouro dos Estados Unidos;
  • Reino Unido com US$ 372 bilhões;
  • Brasil com US$ 283 bilhões.

Você sabia que segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), mais de 61% das reservas mundiais são mantidas em dólar?  

Trajetória Histórica 

Você sabia que o dólar nem sempre foi a moeda mundial? 

Foram 3 os Sistemas Financeiros Internacionais:

  • Padrão-ouro; 
  • Bretton Woods; 
  • Dólar flexível (dólar wall street).

Dessa maneira, no século XIX, os fluxos comerciais e financeiros cresciam cada vez mais no mundo.

Com isso, os países precisam de um sistema financeiro internacional que garantisse maior estabilidade e viabilizasse seus interesses. 

Padrão Ouro

Assim, houve a criação do padrão-ouro, no qual todas as moedas globais eram lastreadas em ouro.

Dessa forma, cada governo deveria garantir que seu dinheiro valesse uma certa quantidade de ouro. 

Além disso, a libra esterlina também era de grande importância devido à hegemonia inglesa na época.

Após a Segunda Guerra Mundial, a Europa encontrava-se destruída e diversos economistas se propunham a criar um plano que fosse capaz de reerguer a economia dos países afetados. 

Bretton Woods

Padrão-ouro – Wikipédia, a enciclopédia livre

Dessa forma, criou-se o acordo de Bretton Woods (1944) que estabelecia o padrão ouro-dólar. 

Sendo assim, todas as moedas deveriam ter o seu câmbio fixado no dólar, o qual seria lastreado em ouro. 

Mas por que o dólar? Isso se deu pelos EUA serem os maiores detentores de ouro do mundo na época. 

Além disso, segundo Jonathan David Kirschner, professor de ciência política e estudos internacionais do Boston College, 

O dólar continuou a ser uma moeda forte mesmo após vários eventos no sistema financeiro internacional pela:

  • força da economia norte americana;
  • crença generalizada no modelo financeiro dos EUA;
  • riqueza das instituições norte americanas;
  • papel do país como líder em assuntos globais.

Você sabia que foi o sistema de Bretton Woods que criou o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional? 

Já escrevemos um texto explicando o tratado de Bretton Woods em 6 pontos principais, para ler, clique aqui.  

Entretanto, na década de 1970, o sistema de câmbio fixo de Bretton Woods entrou em colapso. 

Richard Nixon (ex-presidente dos EUA) retirou o dólar do padrão ouro devido aos déficits seguidos pelo qual a economia norte-americana passava. 

Por outro lado, houve a queda na importância dos EUA em diversos assuntos e a insurgência de novas potência com diferentes modelos financeiros.

Mesmo assim, o dólar americano continua a moeda mais importante do mundo. 

Dessa maneira, o Sistema Financeiro Internacional atual é o do dólar flexível. 

• Veja mais: Por que o preço do dólar sobe e desce? 

Por fim, 

Por que o dólar americano é a moeda mundial? 

Isso pode ser explicado com a seguinte frase: porque não há outra opção

Apesar de haver apelos para transferência de reservas para o euro, para o RMB chinês ou para o ouro, o dólar é ainda visto como um “porto seguro”. 

Dólar sobe 0,73% e tem 4ª alta seguida, a R$ 5,200; Bolsa sobe 1% -  23/12/2020 - UOL Economia

Do mesmo modo, não há a opção de uma moeda mundial que, então, demandaria um governo mundial. 

Tanto pela questão política , como por uma teoria econômica chamada “Área Monetária Ótima”. 

Esta diz que apenas uma moeda única é eficiente para uma área geográfica delimitada. 

Isso se dá pela grande diferença nas condições econômicas dos países do mundo. 

Gostou do texto? Não esqueça de compartilhá-lo com seus amigos que também tem essa dúvida.

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Como ser um bom economista através da programação?

Próximo

Como o Natal aquece a economia?