No fim de janeiro, o banco norte-americano Goldman Sachs divulgou sua nova política para abertura de IPOs. Visando o empoderamento feminino, o banco pretende abrir o capital de empresas que valorizem a inclusão de mulheres

Quer saber um pouquinho mais sobre isso? Vamos conversar!

Como funciona a atitude tomada pelo Goldman Sachs?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é o Goldman Sachs.

O Goldman Sachs é um banco multinacional com base em Nova York. O grupo é um dos maiores nomes em questão de investimentos financeiros e imobiliários do mundo. Portanto, é possível imaginar o impacto gerado por suas ações sociais, políticas e econômicas.

Um bom exemplo da influência da organização na economia mundial, é a crise imobiliária de 2007/2008 sofrida pelos Estados Unidos.

O Goldman Sachs foi um dos bancos mais impactados pelas baixas financeiras sofridas por diversas empresas à época. Imediatamente, milhões de investidores perderam muito dinheiro, imóveis e seguros.

empoderamento feminino, goldman sachs, mulheres

Logo após, o banco trocou sua gestão e passou a implantar planos de crescimento e recuperação econômica, conseguindo voltar ao seu bom estado e implantando novas políticas.

Uma dessas é a nova regulamentação para fazer IPOs, que visa a maior inclusão e o empoderamento feminino. A informação veio do CEO do grupo, David Solomon, que esteve presente no Fórum Econômico Mundial em Davos.

Segundo Solomon, uma pesquisa feita nos últimos anos pela Universidade da California, mostrou que conselhos administrativos formados apenas por homens são menos lucrativos que aqueles com a presença de uma ou mais mulheres. Ainda mais, o CEO afirmou que IPOs são mais bem aproveitadas em conselhos com a presença de mulheres.

Segundo a Forbes, conselhos administrativos que contam com a presença de mulheres são 74% mais efetivos que conselhos formados apenas por homens.

Mas afinal de contas, o que são IPOs?

“IPO” é a sigla para Initial Public Offering (Oferta Pública Inicial). Também conhecida como abertura de capital, é a primeira vez que uma empresa colocará suas ações à venda na bolsa.

Por que IPOs são tão interessantes para empresas? E qual o papel do Goldman Sachs no processo?

Acima de tudo, o principal motivo é o lucro dos proprietários da empresa, que podem vender ações valorizadas ao público. Desta forma, eles podem recolher frutos financeiros que vão além dos rendimentos produtivos da empresa.

Da mesma forma, a abertura de capital pode atrair atenção para a empresa, gerando visibilidade da marca e fazendo com que a mesma cresça no mercado.

Por último, empresas de capital aberto se tornam mais transparentes, visto que são fiscalizadas com mais regularidade. Diante disso, seus dados são mais abertos ao público, o que contribui para a diminuição de possíveis corrupções.

Qual a importância da ajuda bancária para essas empresas?

A princípio, a maior dificuldade de se abrir o capital de uma empresa é a burocracia exigida. Devido à exigência de fiscalizações e os vários documentos que precisam estar em dia, o processo sai caro.

É por isso que bancos, como o Goldman Sachs, se propõe a ajudar as empresas no processo de abertura. O investimento é alto, e por isso pode gerar muito lucro.

Por isso, a nova campanha do banco americano é tão importante para as mulheres que trabalham na área empreendedora e corporativista.

Logo após sinalizar a notícia, Solomon também certificou que, nos próximos anos, todas as empresas às quais o Goldman Sachs já é acionista terão conselhos mais diversos.

Além de visar o lucro, uma vez que a presença de mulheres neste ambiente comprovadamente traz maior sucesso, o banco também ajuda a estabelecer uma nova visão de empoderamento feminino para o mundo das finanças.

Assim, o atual conselho do Goldman espera flexibilizar a entrada de mulheres no ramo dos negócios, e tornar o ambiente menos hostil para as que já participam da área.

Gostou da notícia? Compartilhe com seus amigos nos botões abaixo.

Gostaria de ler mais sobre o mundo econômico? Basta clicar aqui!