É possível prever o futuro? Bem, tudo até agora indica que não. E, para isso serve o mercado futuro, para te ajudar a se proteger dessa incerteza.

Por mais que seja um tipo de aplicação para investidores de perfil agressivo, ele permite justamente a ideia contrária. Isso porque geralmente é usado para fazer hedge e evitar grandes perdas. Ficou confuso agora, né? Então continue lendo e tudo será resolvido.

Homer Simpson GIF by Bristol Bears

Entenda sobre os perfis de investidores clicando aqui.

O que é mercado futuro

Bem, negociar nesse tipo de mercado é negociar uma expectativa. Isso quer dizer que você paga pelo o que você acredita ser o certo. É como: você quer comprar um Playstation 4 e ele está custando 2500 reais. Você acha muito dinheiro e não pagaria por isso.

Contudo, daqui uns 5 meses lançarão o play 5 e há a expectativa de que o play 4 abaixe o preço a um valor que você considera aceitável. Então você deixa para compra-lo em dezembro.

Só que, no caso do Mercado Futuro, você fará um contrato, um contrato futuro. E isso seria feito entre você, que acredita que o preço vai cair uns 500 reais (valendo 2000) e um vendedor que acredita que cairia uns 1000 reais (ou seja, valerá 1500) e terá estoque de play 4 em dezembro.

mercado

Mas onde está a vantagem disso? Então, vamos imaginar que o contrato foi fechado em 2000 o Playstation para você pegá-lo em dezembro.

Se o produto não cair e permanecer nos 2500, você ganha nessa diferença, por pagar mais barato. O vendedor está perdendo? Depende da perspectiva, mas, bem, ele achava que estaria valendo 1500. Então, pela expectativa dele, não houve perda.

Ou então, e se o produto cair para 1500? Você estará perdendo dinheiro, sabendo que fez um contrato de pagar 2000 reais pelo play 4?

Não necessariamente, pois, para você, 2000 reais é um preço justo pelo produto. Então, mesmo que esteja pagando um valor acima do mercado, você está pagando pela sua expectativa.

Isso é ruim?

Parece desvantagem quando é você quem “perde”, né? Mas o mercado futuro não é apenas uma questão de perder ou ganhar, mas uma forma de se proteger. E essa proteção se chama hedge. Você se protege das variações futuras do mercado com base no que você acredita.

E, claro, essa crença é analisada, medida. Os investidores fazem suas pesquisas e definem o que acha justo pagar com base na possível situação de mercado futuramente.

mercado

Imagina se muita gente pensasse que o preço do play 4 fosse cair em dezembro? Imagina que a demanda aumentasse muito, logo o preço voasse para 3500. Com o seu contrato futuro, você estaria protegido dessa variação.

Por fim, é interessante ressaltar que também existem os especuladores. Ao invés de fazerem contratos para evitar dúvidas, eles se expõem ao risco. Para poderem “apostar” contra ou favor das variações de preços.

Quais tipos de mercado você pode investir?

Em que investir

Primeiramente, no mercado futuro existe a opção de alavancagem. Isso significa que você pode investir tantas vezes a mais do que o dinheiro que você realmente tem. É literalmente como uma alavanca, porque você usa um dinheiro que não é seu para dar um “impulso” no seu investimento.

Mas, então? Em que os investidores aplicam suas finanças?

Dólar e Mini-dólar

Para começar, é importante saber que o contrato futuro de dólar baseia na diferença entre o dólar e o real em uma data futura. Sendo assim, se você acredita que o real vai valorizar, então vende dólar, se o real for desvalorizar, compra dólar.

Já em questão do mini dólar, é simplesmente como uma “fração” do contrato de dólar cheio. Isso serve para aqueles que não tem como ou não querem investir muito dinheiro em um contrato. Isso porque, quando em dólar cheio, o contrato é feito em lote e sai bem mais caro.

Mas para que fazer esses contratos? Bem, colocando de uma forma mais visível, imagine que você quer ir para o Havaí em janeiro de 2021. Contudo, há um grande medo do dólar estar a 6 reais e você ter que gastar mais do que gastaria hoje. Então, você faz um contrato de mini dólar para daqui um tempo, apenas para ter o que quer para viajar.

mercado

Muitas exportadoras fazem isso. Com receio do dólar acabar desvalorizando, por exemplo, elas fazem contratos futuros para não perderem muita receita com a variação.

Outra forma de investir é especulando, com o objetivo de simplesmente ganhar com as variações. Ao invés de usar o contrato com outras finalidades.

índice e Mini índice

Nesse tipo de contrato, não existe liquidação de ativos físicos, como o dólar, ou como verá em commodities. Isso porque o contrato é com base em algum índice, e índice não é algo palpável. Sabe aqueles “a bolsa bateu 100 mil pontos”, “será que a bolsa alcança os 120 mil pontos?”…

Então, essas são crenças baseadas em alguma perspectiva. Uns acham que a bolsa vai “cair”, outros que vai “subir”, por causa de N motivos. Assim, com base nessas visões diferentes, existe o contrato de índice e de mini índice, que, como o dólar, é uma “fração” do índice cheio.

mercado

Esse tipo de contrato pode ser usado para se proteger das variações de suas ações. Como, comprar X ações, esperando que elas subam, mas fazer um contrato de venda, acreditando que elas caiam. Parece confuso, mas a ideia não é apostar contra si mesmo, e sim, evitar perda dos dois lados.

Se não houvesse esse hedge, caso o preço das ações caírem, o investidor que fez o contrato não vai sofrer tanto com isso. Mas claro, se ações subirem, ele não vai ganhar tanto. É aquela velha história de risco e retorno.

Agora, quanto aos especuladores, o de sempre. Fazer contratos com a intenção de ganhar financeiramente com eles, basicamente.

Commodities

Simplificando, commodities são mercadorias em estado bruto, “produzidos” em larga escala e com destinação voltada também para o mercado externo. No caso do Brasil, então, commodities são: petróleo, soja, minério de ferro, carne bovina, etc.

blonde hair GIF

E porque então esses bens estão no mercado futuro? Então, lembra o caso do play 4? A ideia aqui é a mesma coisa, evitar variações no preço de matéria-prima. A Heinz, por exemplo, que hoje é brasileira, precisa fabricar ketchups, mas vai que daqui 3 meses o preço do tomate esteja acima do padrão de compra deles? Então faz-se um contrato futuro para evitar isso.

Esse tipo de acordo, podemos chamar de derivativo. Pois um valor de compra é acordado derivado do seu possível valor no tempo.

Outra questão que podemos abordar é o caso do petróleo em abril. Muitos se perguntavam se o preço era negativo. No caso, eram apenas os contratos futuros. E para agravar a situação, nesse tipo de mercado, os valores podem ser ajustados diariamente.

oil well GIF

Mas o que aconteceu foi o seguinte: primeiro, que já estava havendo alguns conflitos de interesses com os grandes produtores de petróleo. Aí veio a pandemia e piorou a situação, diminuindo a demanda, logo, o preço.

Isso chegou em um ponto em que era melhor pagar alguém para levar seu petróleo. Do que estocá-lo e não conseguir vender, porque pensa o quanto deve ser caro fazer isso.

Por fim, estas são as formas de investir no mercado futuro. Poderia ser apenas uma forma de hedge, mas como lembrou o Mestre Oogway em Kung Fu Panda, “o futuro é mistério”.

week monday GIF

Como operar no mercado futuro

Para começar, aquele passo principal: estar listado em uma corretora e autorizado para fazer esse tipo de investimento. Logo depois, o importante, né? Os recursos financeiros.

Mas como no mercado futuro existe a opção de operar alavancado, é preciso depositar uma margem de garantia. E, curiosamente, não só dinheiro pode ser usado, como também: ações, títulos, etc.

episode 11 money GIF

Essa margem de garantia serve para que você pague os possíveis prejuízos. Como esse mercado tem variações diárias, pode ser que um dia haja uma variação negativa e aí sua margem de garantia irá cobrir essa perda.

Mas ok, os passos essenciais já foram feitos, decidiu fazer em contrato em dólar, acredita que o real vai valorizar até dezembro e quer fazer um contrato de venda em dólar… mas como?

Assim como ações e FII, existe um código para buscar no seu homebroker ou app no celular. Então o primeiro passo é descobrir o código do que quer investir.

A primeira parte do código representa o tipo de contrato:

  • WIN para mini-índice Bovespa;
  • IND para índice cheio;
  • BGI para boi gordo;
  • WSP para índice S&P;
  • DOL para dólar;
  • WDO para mini-dólar.

Depois, precisa escolher o mês e o ano. Veja na imagem como definir o mês.

Pronto, agora você consegue fazer aquele contrato desejado. É só voltar no app ou site da corretora e digitar:

DOLZ20

  • DOL: dólar;
  • Z : dezembro;
  • 20: ano de 2020.

Por fim, espero que esse texto tenha te ajudado a iluminar um pouco sobre o Mercado Futuro. Apesar de parecer muito complicado, precisamos dar o primeiro passo para entendê-lo e desmistificar esse mundo que pode proteger seu dinheiro e dar grandes retornos (ou perdas, cuidado) financeiras.

mercado

E se você viu aqui qualquer palavra desconhecida e ficou confuso sobre ela, indico ler nosso “mini dicionário” com as palavras que todo investidor deve conhecer. Para saber mais, clique nos links abaixo.

• Parte 1

• Parte 2