Em todo o mundo atual, o comércio exterior se mostra cada vez mais importante para a economia dos países. Dessa forma, os governos precisam se adaptar aos padrões de troca, tornando-os mais fáceis. Uma dessas adaptações são as iniciativas de integração regional, como o Mercosul.

Hoje, te explicaremos o que são os blocos econômicos, o que é o Mercosul, como ele surgiu, e por que ele é tão importante para o Brasil.

O que são os blocos econômicos?

Os Blocos Econômicos são iniciativas de integração regional. Assim, eles acontecem quando países possuem interesses econômicos em comum, e pretendem, mutualmente, se ajudar.

Blocos econômicos se tornaram muito comuns no século XX, conforme o comércio mundial aumentava. Eventualmente, os países procuram saciar suas demandas, e oferecer suas ofertas para os outros.

Devido a vontade de tornar a exportação e a importação mais fáceis, os países se organizam nestes blocos, tornando cada vez mais livres as trocas entre eles.

comércio mercosul

São exemplos de blocos econômicos: União Europeia, Mercosul, NAFTA, Comunidade Andina das Nações, entre outros.

O início do Mercosul: como e por que ele surgiu?

O Mercosul (Mercado Comum do Sul) surgiu em 1991, e foi oficializado a partir do Tratado de Assunção. Na ocasião, quatro países assinaram a criação da união aduaneira: ArgentinaBrasil, Paraguai e Uruguai. 

Assim, como outros blocos econômicos, o Mercado Comum do Sul foi, e ainda é, uma tentativa de tornar a economia exterior destes países mais acessível e produtiva.

Dessa forma, algumas atividades promovidas pelo Mercosul são:

  • Criação de uma Zona Livre de Comércio, na intenção de aumentar o nível de exportações e importações dos países;
  • Tratados de Livre Comércio com o resto do mundo, assegurando tarifas de importação menores para países que quiserem negociar com membros da união;
  • Evitar o dumping, subsídios e outras práticas ilegais.

Aqueles que aderiram como associados foram:

  • Chile;
  • Bolívia;
  • Peru;
  • Colômbia;
  • Equador.

Venezuela era listada como um dos membros plenos, isto é, junto com os quatro fundadores. Porém, o país está Suspenso do Bloco, por romper o princípio democrático (todos os países, para serem membros, precisam ter uma plena democracia como fator político).

Por que o Mercosul é importante para o Brasil?

Em primeiro lugar, precisamos lembrar que o Brasil é a Maior Economia da América do Sul, possuindo uma posição de liderança no comércio regional.

Dessa forma, estabelecer uma hegemonia regional, isto é, um certo poder de influência na economia do continente é indispensável. E por isso o Mercosul é tão importante para nós, de certa forma.

Ao possibilitar que os países interajam mais, o bloco econômico sul americano permite que novas redes de comércio exterior sejam criadas, aumentando o fluxo de dinheiro que circula entre estes países. 

Consequentemente, seguindo o raciocínio da Demanda Agregada (que nós explicamos aqui), as exportações de um país interferem diretamente no PIB dele.

Assim sendo, o comércio exterior se faz essencial para qualquer país que queira exercer influência internacional. Do mesmo modo, para aqueles que desejam aumentar seu PIB e sua renda.

mercosul

O Mercosul tem muita influência nas exportações brasileiras?

Sim. Um bom exemplo disso é a nossa relação com a Argentina.

Até então, o Brasil tem sido o principal parceiro comercial da Argentina, e a Argentina o nosso terceiro mais importante parceiro.

Diante disso, em 2019, mesmo com o volume de exportações e importações entre os dois países caindo, o Brasil ainda firmou acordos comerciais com a Argentina de grande volume.

Assim, grande parte deste comércio se deve às baixas tarifas aduaneiras que os países possuem. Isto acontece justamente graças ao Mercosul, que obriga ambos países a facilitarem sua relação econômica.

Do mesmo modo, possuir laços econômicos pode evitar que países entrem em conflito. Consequentemente, ao entrar em conflito, os países poderão colocar em perigo sua permanência no bloco, bem como, seu comércio exterior.

Como resultado, os países podem ser suspensos. Foi o que aconteceu com a Venezuela, por exemplo.

Quer aprender mais sobre economia e comércio? Veja também: