Na economia um dos principais foco é o produto. Mas que produto é esse?

Estamos falando do PIB, o Produto Interno do Bruto de um país. É o cálculo de todos os bens e serviços finais produzidos na economia. Mas isso é papo de economista.

Muito pelo contrário… todos deveríamos ter um entendimento básico sobre o assunto, por isso criamos um artigo sobre ele para acessar é so clicar no botão abaixo.

Porém, de onde vem esse Produto? Ou melhor, como ele é produzido?

Dessa forma os economistas chegaram ao que chamamos de Função de Produção. E nesse post, é sobre e sobre ela que vamos falar.

O que é a Função de Produção?

De acordo com a definição, a função de produção é a capacidade de produtiva de uma economia. Ou seja, o quanto um país pode produzir com a tecnologia e insumos disponíveis.

função produção grafico

Pra entender o conceito da função de produção não é necessário um conhecimento complexo de cálculo, matemática e álgebra.

Está função indica quando uma firma produz de forma eficiente, ou seja, mostra a produção máxima para uma determinada quantidade de insumo e tecnologia existente.

Não ficou tão claro? então vamos explicar melhor.

Vamos supor que, uma empresa de automóveis produza 100 carros por dia, contudo o mercado começa a demandar uma produção de mais 50 carros por dia.

Caso essa empresa não esteja funcionando na sua capacidade máxima, ela precisa por exemplo contratar mais trabalhadores (L) para conseguir alcançar o equilíbrio do mercado.

Em outra situação, a empresa necessitaria comprar mais maquinário (K) ou maquinários com a tecnologia mais avançada, que produzisse mais carros.

Ou seja, a função produção é justamente a relação da quantidade produzida (Q) em função do capital (K) e o trabalho (L)

Q = f (K,L)

E o que seria capital e trabalho?

Insumos: Capital e Trabalho

A primeira vista pode parecer bem complicado entender o conceito de capital e trabalho. Porém esses são apenas dois termos que os economistas usam para se referir às máquinas e trabalhadores.

Não quer dizer que todo o cálculo seja simples assim, mas utilizaremos esse exemplo apenas para ilustrar.

Capital são as ferramentas utilizadas pelos trabalhadores para realizar a produção,  ou seja, o forno que o padeiro utiliza para assar os pães, ou a calculadora para o contador.

Da mesma forma, trabalho se refere ao tempo gasto das pessoas no trabalho. Todos os trabalhadores empregados e aqueles que estão procurando por emprego são considerados parte da força de trabalho.

Existe também a tecnologia, que é a capacidade transformar os insumos em produtos. Dessa forma a tecnologia se associa ao conhecimento.

Tecnologia é como se fosse uma receita de bolo. Por exemplo para nossa fábrica de carros dita anteriormente, todo o processo de produção dela tem a quantidade de insumos (ingredientes) e a linha de produção para a produção do carro (modo de preparo). 

Quando uma empresa de automóveis compra outra, ela está comprando também a tecnologia para produzir outros carros. Na nossa analogia, ela adquiriu novas receitas para fazer outros tipos de bolos.

Pense assim, quanto mais desenvolvido tecnologicamente um país, melhores são suas fábricas. Se as fábricas são melhores, o mesmo número de máquinas e trabalhadores produz mais produto.

Salário e Aluguel do Capital

Ambos os insumos que citamos acima são utilizados na produção de bens e serviços. Já  observamos que a produção depende dos trabalhadores e das máquinas.

Mas como são pagos os trabalhadores e as máquinas?

Antes de mais nada, vale introduzir o conceito de produtividade marginal dos insumos, tanto do trabalho quento do capital. Simplificando, produtividade marginal é a quantidade produzida dado pela adição de um bem extra.

Ou seja, quanto mais eficiente o fator, maior será a sua produtividade marginal. Quanto maior sua produtividade marginal, maior será a sua remuneração.

A remuneração da mão de obra é o salário, já a remuneração do capital é o que chamamos de aluguel do capital. Isso porque o salário é pago aos trabalhadores, e quem é que deveria receber pelas máquinas?

Supomos inicialmente que as máquinas pertencem às famílias no primeiro momento, para simplificar. Então o aluguel do capital, é uma espécie de pagamento às famílias pelo capital emprestado. É basicamente um “salário” do capital.

E aí, ficou com dúvida sobre a função de produção? Deixa ai nos comentários.