Bem, para você que está acompanhando nossa série sobre investimentos e já está bem entendido sobre Renda Fixa, Ações, FIIs. Agora só falta por em prática, com uma carteira diversificada, né? Mas, se você ainda tem medo de tomar suas próprias decisões, você pode decidir que outro invista por você. Para isso existem os Fundos de Multimercado.

 Assim, o papel do investidor é, basicamente, escolher o fundo que mais lhe serve. E é por isso que aqui vamos te explicar sobre os fundos, motivos para escolher os de multimercado e como investir em um.

Ficou interessado sobre o assunto? Continue lendo que eu explico passo a passo sobre ele.

O que são Fundos?

Primeiro, imagine uma carteira, aquela que tem cartão de crédito, umas moedas, um vale, um cartão fidelidade. Agora lembre que ativos são bens, valores, créditos. Quer dizer, você tem uma carteira cheia de ativos, e diversificados, aliás.

Por que você faz isso? Porque se perder suas moedas, você continua com a conta do banco, se sua conta for hackeada, ainda tem suas moedas. Ou seja, você diversifica, para ter segurança.

fundos

E é assim que você deve fazer com sua carteira de investimentos. Mas, apesar de haver ativos com preços baixos, é preciso um bom dinheiro, para ter muitos ativos diversificados. Sendo assim, esse é um dos motivos de um fundo, te permitir investir em vários ativos ao mesmo tempo.

Além disso, um fundo serve também para facilitar a sua vida. Ao invés de você precisar ficar horas estudando mercado financeiro, pode apenas escolher o fundo que mais te interessa. Claro, isso tem um custo, as taxas. Podendo ter taxa administrativa e taxa de performance.

E, agora que você entendeu isso tudo, saiba que existem vários tipos de fundos. Como, por exemplo: fundos de ações, de renda fixa, cambias (que investem em moeda estrangeira, como títulos públicos de outros países) e, por fim, fundos de multimercado, que investem em tipos de investimentos diferentes.

im rich cash money GIF

• Veja também: Como a Havaianas se tornou uma referência mundial?

Vantagens e desvantagens do Multimercado

Além de algumas já citadas, como a vantagem de facilitar a sua vida ou a desvantagem (que não se exclui aos outros fundos) de ter taxas, vamos falar de mais algumas.

Você pode ter um retorno melhor sem ter muito risco. Porque, sim, o risco existe até pra renda fixa. Mas aqui você pode ter um resultado melhor, sem ter que se preocupar muito, como nos ativos mais conservadores.

Por ser de multimercado, você poderá estar investindo em renda fixa, ações, dólar, entre outros, em um único fundo. Sendo assim, você pode encontrar fundos mais conservadores, moderados, ou até agressivos.

fundos

Mas, assim como qualquer investimento de renda variável, é preciso ter paciência. Porque no mês X pode ser que o fundo tenha perdido no rendimento, mas em outro, ele pode ter ido às alturas.

Com isso, temos uma vantagem/desvantagem, mas que é mais desvantagem, na verdade. Isso porque geralmente há um prazo para você pegar seu dinheiro de volta.

Então pense muuuito bem antes de tomar essa decisão, porque ele vai ficar um tempo “parado” do dia que você decidir tirar, até o dia de ter ele mesmo.

Além disso, outra desvantagem dessa mesma classe, é que você não saberá em que exatamente o fundo está investindo. Em quais papeis seu dinheiro está indo.

Como escolher um fundo multimercado?

Antes, precisa encontrar os fundos, certo? E, para isso só precisa acessar a plataforma que te ofereça isso. Pode também só dar um google, tipo “investimentos fundos de multimercado”.

Assim, você verá várias opções, então, clique em “mais detalhes” ou algo do tipo para, bem, ter mais detalhes. Porém, vamos te mostrar qual o melhor caminho para fazer sua escolha.

cat chatting GIF

De início, é bom ver as características, como os objetivos, o público-alvo e a política de gestão. Além disso, veja o nível de risco (variando de conservador a arriscado), para não se submeter a variações muito altas do fundo e não estar preparado para isso.

Agora, falando de dinheiro, os fundos têm uma aplicação inicial, ou seja, deve-se começar investindo no mínimo aquilo. Outro fator é a movimentação mínima. Isso é quanto você deve depositar de tempos em tempos ou pode resgatar.

bugs bunny money GIF by Looney Tunes

Outro ponto é ver o histórico de rentabilidade. Claro, que só porque o fundo se dava bem no passado não quer dizer que vai se dar bem no futuro (assim como você pode ter tido um dia ruim hoje e amanhã ser maravilhoso).

Além disso, olhe também o benchmark, a taxa de referência que, no caso dos fundos de Multimercado, é o CDI. Esta também é utilizada em ativos de renda fixa. Mas, os fundos de multimercado podem acabar sendo mais atrativos.

Fique atento com a liquidez e as taxas

Logo, algo de extrema importância para você é o D+ algum número. Esse número representa em quantos dias você terá seu dinheiro após “pedir ele de volta”, basicamente. Quer dizer, o tempo de resgate.

Seth Meyers Time GIF by Late Night with Seth Meyers

Os últimos valores bons para analisar são o patrimônio liquido atual e as taxas. O primeiro você verá a “fama” do fundo, quanto as pessoas estão investindo nele. E, sobre as taxas, quanto você pagará para os que trabalham no fundo fazer com que você ganhe seu dinheiro sem suor 😉.

Ainda alguma dúvida sobre essas taxas? Veja este vídeo abaixo.

Sendo assim, espero que você tenha compreendido bem o que são, realmente, os fundos e quem é o Fundo de Multimercado. Boa sorte nos investimentos ❤.

fundos