Fundada há mais de 60 anos, a Magazine Luiza ostenta ser uma das maiores empresas de varejo do Brasil, contando com mais de mil lojas e empregando mais de 30.000 funcionários em todo o Brasil.

Ainda assim, a empresa almeja alcançar patamares ainda mais altos. Por esse motivo, na última quinta-feira (06), a companhia anunciou a compra do CanalTech e da startup InLoco.

Quais as expectativas com as novas aquisições?

Visando uma presença publicitária ainda mais assertiva e criação de conteúdos tecnológicos as recentes aquisições da Magazine Luiza contribuem para a transformação da empresa em mais uma gigante do ramo, como a chinesa Alibaba, ou até a Amazon.

A partir da influencia da empresa chinesa, os CEOs da empresa brasileira perceberam a necessidade da criação de conteúdo para o e-commerce, tornando-se a primeira varejista a possuir canal no YouTube.

O Canaltech possui um famoso canal no YouTube com mais de 2,5 milhões de inscritos, além de 24 milhões de acessos em seu site. A expectativa com a adição do canal ao grupo Magalu, é realizar uma inclusão digital maior, além de informar ao consumidor sobre produtos e ofertas.

Já a startup pernambucana InLoco veio para agregar ao mecanismo de anúncios online, o MagaluAds, contando com sua tecnologia publicitária de geolocalização de lojas próximas.

Sendo assim, favorecendo o marketplace e oferecendo uma plataforma eficiente para os sellers poderem ofertar seus produtos por intermédio da varejista.

Segundo Frederico Trajano, CEO da Magazine Luiza, o objetivo é unir e-commerce, conteúdo e publicidade, a fim de proporcionar um excelente ambiente de negócios.

Magalu sinônimo de inovação?

Desde o princípio, a inovação sempre esteve presente no cotidiano da Magalu, sendo pioneira na criação das lojas virtuais no país. Além de promover a criação do avatar virtual da empresa, a Lu, apresentadora dos produtos aos clientes, em 2003.

Magazine Luiza

No entanto, sua maior transformação ocorreu em 2014, com a criação do LuizaLabs, vinculando tecnologia e inovação, buscaram ofertar uma melhor experiência em varejo.

A partir disso, houve um crescimento exponencial do e-commerce da companhia, atualmente corresponde a mais de 50% de suas vendas. Assim, sua atuação digital é realizada através de seu site, aplicativo, marketplace, Netshoes, Zattini, Época Cosméticos e Estante Virtual.

📚💸 O Boletim Econômico é uma iniciativa de estudantes para estudantes. Por isso, se gostou do post, compartilhe com seus amigos e deixe-nos saber votando e comentando abaixo!