Em 2020 ocorrerão novas eleições nos Estados Unidos. Pelo partido republicano, Donald Trump anunciou sua candidatura única. Por outro lado, no partido democrata (que possui mais de um candidato), Michael Bloomberg se juntou à corrida pela Casa Branca.

Mas quem é Bloomberg? Quais são suas posições? Isso é o que viemos te contar hoje.

Afinal de contas, quem é Michael Bloomberg?

Primeiramente, precisamos citar que este não é o início de Michael na política. Bloomberg tem 77 anos e, entre 2002 e 2013, foi prefeito de Nova York. 

Ainda mais, o candidato democrata também é um conhecido magnata nos Estados Unidos, empresário, dono e fundador da empresa de comunicações “Bloomberg”. 

Além disso, Bloomberg possui a 9ª maior fortuna do mundo, e é mais rico que o atual presidente americano, Donald Trump, a quem Michael critica constantemente.

michael bloomberg

No último dia 24, o ex-prefeito confirmou a candidatura em seu Twitter, citando Donald Trump como um dos fatores que o motivaram a tentar a presidência da maior potência mundial e ocupar a casa branca.

“Me proponho a ser presidente a fim de derrotar Donald Trump e reconstruir os EUA. Acredito que meu conjunto único de experiência em negócios, governo e filantropia me permitirá ganhar e liderar.”

Tweet de Michael Bloomberg

Do mesmo modo, no site de sua candidatura, Bloomberg ainda citou:

“Não podemos passar mais quatro anos com as ações imprudentes e antiéticas de Trump. Ele representa uma ameaça existencial ao nosso país e a nossos valores. Se ele ganhar outro mandato, pode ser que nunca nos recuperemos do prejuízo.”

Juntamente com Joe Biden, Elizabeth Warren e Bernie Sanders, Bloomberg agora encara a corrida presidencial.

Mas por que tantos candidatos no partido democrata?

As eleições nos Estados Unidos ocorrem de forma um pouco diferente do Brasil. Além do voto ser livre (isto é, não é obrigatório ir às urnas), existem pouquíssimos partidos políticos.

Os dois partidos predominantes são os Republicanos e os Democratas.

Os Republicanos, partido de Donald Trump e representados pelo elefante de cor vermelha, são um partido de cunho mais conservador e cristão. Enquanto isso, Os Democratas, representados pelo burro azul, são mais liberais.

casa branca

Vale a pena lembrar também que, ambos partidos, em termos políticos e econômicos, se concentram mais à Centro-Direita Liberal de forma geral, divergindo principalmente em Questões Sociais.

No entanto, por serem dois grandes partidos, as opiniões dentro deles podem se dividir bastante.

É o caso de Joe Biden (vide presidente de Barack Obama), Bernie Sanders (senador do estado de Vermont), Elizabeth Warren (senadora pelo estado de Massachusetts) e Michael Bloomberg, que concorrem todos às eleições primárias dentro do partido democrata.

No entanto, Bloomberg por muitas vezes se mostrou pouco preso aos partidos e rótulos.

Em 2002 saiu do partido Democrata e foi eleito prefeito de Nova York pelo partido Republicano. Logo após, se tornou independente. Agora, volta às origens.

Afinal, qual a posição política de Michael Bloomberg?

O candidato à Casa Branca defende o direito ao aborto, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e apoia medidas mais rígidas para o controle de armas, além de concordar em ser mais rígido quanto à preservação do meio-ambiente.

Entre suas Promessas Oficiais de Campanha, estão:

  • O combate às mudanças climáticas e proteção ambiental;
  • A proteção dos direitos das mulheres e da comunidade LGBT;
  • Acabar com a violência por armas;
  • Fornecer serviços de saúde de qualidade a todos os americanos;
  • A criação de empregos;
  • O apoio a veteranos das forças armadas;
  • Que bilionários paguem mais impostos que os pobres (incluindo ele mesmo);
  • E “restabelecer o lugar da América como uma força pela paz e estabilidade”, além de consertar o “Sistema Falido de Imigração”, pelo qual Bloomberg culpa Donald Trump.

Ainda mais, o candidato prometeu pagar toda sua campanha eleitoral com dinheiro próprio, promessa feita também por Donald Trump, mas descumprida pelo atual presidente.

Quais as chances de Michael Bloomberg à Casa Branca?

É difícil apontar qualquer certeza por agora. Antes das eleições de fato, Michael ainda precisa ganhar a disputa para ser o candidato oficial do partido democrata.

Durantes as Eleições Primárias, quando os eleitores decidem entre os candidatos de cada partido qual será aquele que disputará a eleição final, Michael precisa vencer os outros três candidatos democratas, para finalmente enfrentar Donald Trump nas urnas.

Até lá, ele precisa reconquistar a simpatia do povo que o deu três mandatos como prefeito da maior cidade do país.