Paulo Guedes, ministro da Economia do governo do Jair Bolsonaro, está com um novo projeto de privatizações de estatais ainda para esse ano.

Será que vai dar certo? Quais as vantagens e desvantagens?

Continue com a gente para saber tudo isso.

O que é privatização e para que serve?

Primeiramente, é preciso entender que privatização é um processo em que o governo transfere empresas que são mantidas pelo Estado para a rede privada. Em suma, tem o objetivo de manter o equilíbrio da economia do país, por isso é uma ferramenta utilizada pelo Estado.

• Veja também: Renda Brasil: Entenda a nova política pública do país.

Entrevista do Paulo Guedes com a CNN

Esse domingo, dia 05 de julho, Paulo Guedes deu uma entrevista ao canal CNN Brasil afirmando que o governo vai fazer grandes privatizações nos próximos 30, 60, 90 dias.

Ele afirmou que o regime dirigista corrompe a política e não adianta tentar consertar porque lá na frente dará problema outra vez. Então é melhor privatizar.

Em síntese, o regime dirigista no qual Paulo Guedes se refere é o dirigismo econômico estatal, onde o Estado intervem nas atividades econômicas e financeiras de maneira direta ou indireta.

Assim, entre as empresas na mira do governo para a privatização estão os Correios, a Eletrobras e até mesmo o Banco do Brasil. Porém, não detalhou muito os próximos movimentos.

Dessa maneira, Guedes também admitiu que a prioridade no início do governo era dar ênfase no controle dos gastos, como a previdência, a mudança de regime fiscal e monetário e a mudança na trajetória futura do salário do funcionalismo que estava crescendo muito acima da inflação.

Apesar do atraso, ressaltado por ele, as privatizações a partir de agora, vão andar em um ritmo satisfatório.

Brasil Pós-Pandemia #01 entrevista Paulo Guedes - YouTube

Opinião dos investidores estrangeiros

Os investidores estrangeiros não estão tão animados com essa decisão. Eles sabem das dificuldades e dos impedimentos que limitam os poderes e quereres do Ministério da Economia ou do presidente da República.

De acordo com eles, a promessa de privatizar quatro empresas em 90 dias é tratada pelo mercado como irreal, por conta do histórico o Brasil tem.

• Veja também: Como a China se tornou uma potência comercial?

Vantagens

Logo a seguir veja a lista das vantagens das privatizações:

Facilidade na contratação de funcionários ou serviços: As empresas privadas não precisam abrir editais para a contratação.

Ausência de favores: Em empresas públicas, existem os cargos de confiança, como cabides de emprego. Em empresas privadas isso não acontece.

Autonomia: Não há envolvimento direto de dinheiro público. Isto é, caso quebre a empresa não recorrerá ao Tesouro Nacional para tirá-la do vermelho com dinheiro público, como é o caso das estatais.

Desvantagens

Por fim, como nem tudo são flores, segue abaixo algumas desvantagens:

Demissão: As empresas privadas tendem a reduzir o número de funcionários e recorrem a terceirização do serviço, reduzindo assim os custos.

Custos para o consumidor: Com empresas privadas, os custos dos serviços prestados aumentam. As empresas estatais usavam dinheiro dos impostos. Porém, a gente ainda vai continuar pagando impostos.

Ou seja, pode-se pagar pelo produto “duas vezes”.

Redução de serviços: Empresas privadas tendem a investir apenas onde elas identificam o lucro. Dessa forma, a população mais pobre pode ficar prejudicada em alguns serviços.

Quem é contra as privatizações

Cientistas políticos estão medida de olho nesses projetos e alguns até afirmam que Paulo Guedes está usando esse momento crítico da pandemia como estratégia para passar despercebido pela sociedade e não gerar mobilizações populares.

Dessa forma, é o caso do Luís Miguel, professor de ciência política da Universidade de Brasília, que é contra totalmente as privatizações.

“Porque quando você privatiza, você tira o que é de todos e dá apenas para alguns e isso que é a questão do serviço privado. Não é para todos, é para uma minoria que pode pagar”.

sad james corden GIF by The Late Late Show with James Corden Privatizações

Se gostou do post, compartilhe com seus amigos e deixe nos comentários a sua opinião!