Inflação alta. Termo que ainda assusta a maioria dos brasileiros que tiveram experiências horríveis com preços exorbitantes no passado. Mas, você sabia que a inflação baixa também não é a solução? Muito pelo contrário, também gera um enorme problema para a economia do nosso país.

Pode parecer confuso e contraditório, mas continue lendo para entender o porquê de não ser algo para se comemorar.

O que é inflação?

Primeiramente é necessário entender o que é inflação. O significado mais simples é aumento generalizado dos preços e do custo de vida. Em outras palavras, o dinheiro perde poder de compra. O que você comprava com 100 reais alguns anos atrás, hoje você paga mais pelo mesmo produto. Esse esquema é saudável, desde que haja equilíbrio.

A inflação normalmente é causada pelo aumento do nível de atividade econômica. As pessoas compram mais e os preços aumentam. Lei da Oferta e Demanda. Se a demanda é grande em relação ao produto ou serviço, o preço sobe.

Se existir mais produtos do que compradores, o preço cai. Nessa perspectiva, quanto mais a população consome, mais os preços aumentam e a inflação cresce também.

Para ler mais detalhadamente, acesse Inflação: o que você precisa saber para não ser Ignorante

Inflação baixa

Situação do Brasil

Por causa da pandemia do Coronavírus e por outros motivos, a economia brasileira está em queda. A demanda por produtos e serviços diminuiu bastante e isso gerou a inflação baixa, ou seja, deflação (queda generalizada de preços).

Todo ano se estipula a meta de inflação para o ano seguinte e a meta estipulada para 2020 foi de 4%, podendo variar 1,5% para cima ou para baixo. Infelizmente, as instituições financeiras fizeram um novo cálculo, onde a inflação desse ano será de aproximadamente 1,55%, bem abaixo de 2,5% (valor limite tolerável estabelecido para 2020).

Esse sistema de metas foi criado no final dos anos 90 e usado ate hoje para moderar os preços. O objetivo é ter uma referência para que a inflação não dispare e fique fora do controle e também para não ter uma queda brusca.

É papel do Banco Central tentar manter o país equilibrado em relação à meta. Ele utiliza principalmente da taxa de juros, a Selic, que é definida por ele: juros baixos estimulam o crédito e o consumo e fazem a inflação subir, enquanto juros altos servem para o oposto.

Leia também: Entenda como a Amazon se tornou a maior empresa do mundo

Desvantagens e problemas

Agora vamos explicar o motivo da inflação baixa ser ruim para uma economia estável e saudável.

Quando isso ocorre, os preços dos produtos e serviços caem e as pessoas não se sentem estimuladas suficientes a gastar. Pois, sabem que os preços não vão aumentar, tendo possibilidade de queda, e assim adiam a compra.

Como resultado, a economia fica estagnada. O comprador não compra, esperando o preço cair. O vendedor não vende e por causa da lei da Oferta e Demanda é obrigado a abaixar o preço.

A indústria também para de produzir porque não existe procura suficiente. Se tal situação não mudar, essas indústrias começam a demitir funcionários. E essa instabilidade faz com que as pessoas consumam menos com medo de perder o emprego.

Esse é um ciclo vicioso para o país. Por isso existe a inflação ideal. Essa inflação no Brasil gira em torno de 3% a 4%. Porcentagem que seria a meta para esse ano, como dissemos no tópico anterior.

stephen colbert omg GIF by The Late Show With Stephen Colbert

Comente aqui em baixo o que você achou do post e se ele te ajudou a entender o porquê da inflação baixa ser ruim para a economia brasileira.