Na última semana você com certeza ouviu falar sobre um novo método de pagamentos do WhatsApp. Mas você sabe o que isso significa, o que é esse método e como ele vai funcionar?

Hoje, o BE vem te contar um pouco mais sobre essa novidade, não apenas do WhatsApp, mas de todo o sistema de pagamentos. Vem com a gente!

O que é o WhatsApp Pay?

Antes de mais nada, o WhatsApp Pay (ou WhatsApp Pagamentos), é uma nova ferramenta para a transferência de dinheiro entre usuários.

A princípio, o aplicativo foi lançado na Índia, país que possui a maior quantidade de usuários do “zap” no mundo todo – e não é pra menos, já que o país também possui a segunda maior população mundial.

Agora, a nova ferramenta chega ao Brasil, um dos maiores mercados do aplicativo. O WhatsApp Pay é inspirado no Facebook Pay, um sistema de transferências monetárias do Facebook, que chegou ao Brasil em 2019.

WhatsApp Pay: como funciona o novo sistema de pagamentos?

A tecnologia foi possível, pois, há algum tempo o Facebook comprou o WhatsApp e, desde então, Mark Zuckerberg vem colocando em prática seus diversos planos para as plataformas.

Quem pode utilizar o WhatsApp Pay?

O “WhatsApp Pagamentos” pode ser utilizado por todos! Sendo assim, pessoas físicas – que possuam CPF – podem se aproveitar da novidade. Da mesma forma, pessoas jurídicas – empresas com CNPJ – também podem realizar as transferências.

A ferramenta pode ser muito útil para pequenos comerciantes, que não possuem sites comerciais e realizam suas redes sociais para receber pagamentos e vender seus produtos.

No entanto, existem fases de autenticação para que a pessoa consiga acesso á ferramente. O processo pode ser longo, em várias etapas.

Ainda mais, a novidade não será liberada para todo mundo de uma única vez. Aos poucos, usuários selecionados terão a oportunidade de testar a nova modalidade do “zap”.

Como habilitar a função e se tornar um usuário da ferramenta?

Primeiramente, a pessoa precisa estar com a função habilitada em seu WhatsApp, o que ocorrerá de forma gradual, até que todos posam utilizá-la.

Após isso, basta seguir os passos abaixo:

  1. A princípio, é necessário abrir uma nova conversa com o destinatário do pagamento;
  2. Logo após, clique no ícone de arquivo da conversa ;
  3. Dentre as opções, escolha “Pagamento”;
  4. Você será direcionado para a página de termos de uso do Facebook Pay;
  5. Após ler e concordar com os termos, crie uma senha (PIN) de 6 números;
  6. Logo depois, você deve cadastrar seu nome, CPF e dados do cartão de crédito/débito referente à conta da qual sairá (ou entrará) o dinheiro movimentado;
  7. Salve a operação;
  8. Escolha por onde quer receber o código de confirmação e, logo após, insira o código recebido no campo indicado;
  9. Conclua a operação.

Pronto, você está cadastrado no WhatsApp Pay! Posteriormente, clique em novamente na conversa e na opção “Pagamento”. Dessa vez, você já poderá realizar a transição, indicando o valor desejado.

Vale lembrar que a pessoa que receberá o dinheiro também precisa cadastrar um cartão, para que o dinheiro entre na conta dele.

Lembre-se de anotar a senha criada no passo de número 5! Ela será pedida em todas as transferências realizadas!

Quais as vantagens de desvantagens do WhatsApp Pay para a economia?

Acima de tudo, a maior vantagem da ferramenta está, sem dúvidas, na sua praticidade. Com um mundo cada vez mais globalizado e tecnológico, as operações diárias – como as que realizamos nos bancos – tendem a se modernizar.

Assim, essas atividades se tornam cada vez mais rápidas, fáceis e práticas. Com isso, as pessoas podem perder cada vez menos tempo em filas de bancos físicos.

Ainda mais, como já dito anteriormente, o WhatsApp Pay pode ser muito útil para pequenos comerciantes que não possuem uma grande estrutura, e trabalham com vendas via redes sociais, o que pode ajudar a movimentar cada vez mais o consumo e, logo, a economia.

Mas então, quais as desvantagens?

O WhatsApp Pay é seguro?Para muitos especialistas em transições monetárias, a maior das preocupações está na segurança. Nos últimos meses, o WhatsApp foi foco de várias ações de hackers e golpistas, que clonam a conta do usuário e, assim, pedem resgates financeiros aos contatos da pessoa.

Além disso, uma grande preocupação vem de escândalos antigos envolvendo Mark Zuckerberg.

O proprietário do Facebook e do WhatsApp (e do Instagram) enfrentou a corte de justiça dos Estados Unidos no último ano após dados de usuários do Facebook serem vendidos em massa para agências de publicidade.

Com isso, especialistas em segurança digital e segurança bancária se preocupam com a possibilidade de vazamento de dados bancários dos usuários. Ainda mais, eles se mostram inquietos com o histórico do Facebook.

“Esta nova funcionalidade permite ao Facebook adentrar em um novo meio de informações, ou seja, saber com quem você realiza transações financeiras, o que você compra, com qual frequência, etc. Tudo isso pode ser integrado às demais informações que o Facebook possui sobre cada consumidor” – disse uma analista do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor.

📱📚 O Boletim Econômico é uma iniciativa de estudantes para estudantes. Por isso, se gostou do post, compartilhe com seus amigos e deixe-nos saber!